57 - A DEMOCRACIA SOB SUSPEITA EM VÁRZEA PAULISTA

19/09/2012 07:16

    Na medida do possível o Blog tem acompanhado a movimentação política desde antes das convenções municipais, nas convenções e durante a campanha dos candidatos. Durante todo esse tempo, principalmente nesta fase final das eleições, o que mais temos observado é justamente o contrario do conceito de democracia, com várias concepções, interpretações e práticas aplicadas praticamente sem responsabilidade, partindo de alguns políticos, partidos e simpatizantes, principalmente no que tange ao desrespeito pelo eleitor ao relegá-lo a segundo plano como se fosse apenas um detalhe obrigatório do processo eleitoral. Temos visto praticamente de tudo como, por exemplo, disseminação de mentiras e boatos de toda espécie e sem nenhum fundamento ou base minimamente aceitável, “tiroteio” entre as coligações, muito das vezes beirando o ridículo e a absoluta falta de pudor, inclusive até entre grupos do mesmo time. Respeito, nem pensar. Tudo em nome da democracia entendida por cada lado. O mais absurdo é que cada parte garante que diz a verdade contra a verdade dita pelo outro lado, e cada lado acusa o outro de não dizer a verdade. Como pode isso ? Na política pode ? Se puder então se justifica tudo que o povo diz quando se refere aos políticos e política, e todos sabem muito bem o que é que se diz. Tudo em nome da democracia, que infelizmente escrevemos com d minúsculo mesmo.

   E como fica o eleitor diante de tudo o que vê ? Indeciso. Não confia mais e vota nulo ou em branco. Afinal são cerca de mais de 20.000 votos que podem decidir a eleição, e perguntamos: os candidatos querem isso ?  Se querem confundir o eleitor então estão fazendo tudo certo.

   Para complicar todo esse quadro adverso dessa pseudo-democracia que estamos vivenciando, temos duas questões polemicas na cidade que está tirando o sono e o sossego de uns e outros (são muitos):

1.  a pesquisa eleitoral contratada pelo Jornal Noticia que não foi publicada, por enquanto impugnada, e que está para decisão da Justiça Eleitoral após recurso apresentado pela coligação PSDB, seguido da defesa do jornal,

2.  a enquete e a avaliação do Debate pelo Jornal A VERDADE, que virou motivo de criticas intensas da cidade contra o que foi publicado logo no dia seguinte ao Debate.

   No primeiro caso aparenta favorecer o candidato do PV, e no segundo o do PT.

   Não opinamos aqui para não julgar o que não presenciamos e não participamos, mas estamos aguardando a manifestação da Justiça Eleitoral para comentar o primeiro caso, e gostaríamos de ver no segundo os critérios da avaliação dos candidatos e o material que foi usado na enquete para ser certificado a veracidade do foi publicado pelo Jornal. Nada mais justo e democrático que o Jornal apresente, não só argumentos que justifiquem a matéria, mas também os critérios e material que possa comprovar o que foi publicado democraticamente, ou ficará subentendido que deixa de existir credibilidade e será passível de ação judicial por causar prejuízo ante a opinião pública se for o caso de algum candidato se sentir prejudicado, ou até mesmo um cidadão incomodado.

   Por enquanto damos nosso voto de confiança aos jornais nos dois casos, e esperamos que façam juz à imparcialidade que devem moralmente ter na divulgação de informações, ou então não se prestam a noticiar acontecimentos e fatos cotidianos, e muito menos serem veículos de formação de opinião.

                          Veja também:

 


 

Voltar