161 - ENTÃO, A CULPA É DO OUTRO ?

23/02/2013 16:45

   Bom, face a certos "acontecimentos" no dia-a-dia, entendemos ser oportuno abordar a questão de responsabilizar o(s) outro(s) pelas condições desfavoráveis que nos contrariam, mesmo sabendo que assim seria se tivesse o desejo atendido. Portanto, ficamos na expectativa que o texto abaixo propicie reflexão em uns e outros, principalmente naqueles que participam e compõem as áreas políticas no município. Espera-se que o novo governo e legislativo deixem de pensar em si mesmos e façam o que precisa ser feito sem acusar quem quer que seja e reclamando menos, ou nem reclamem das condições que encontraram mesmo sabendo que seria assim e, como homens dignos, honestos e sérios que dizem ser, procurem agir sem colocar a culpa em ninguém ou deixem que outros façam o que precisa ser feito.

   A história biblica de Adão diz que não foi culpa sua e sim de Eva, Eva por sua vez disse que a culpa foi da serpente, se perguntado a serpente aposto que ela teria culpado o próprio Criador. E assim caminha a humanidade... A culpa sempre é da mãe, do pai, do professor, do médico, do outro cônjuge, do governo anterior, etc, porém minha, jamais!

   Imaginamos, muitas vezes, que nossa incapacidade ao lidar com problemas surgem sempre da ação de outros. Porém, a verdade seja dita, não são os outros ou outras coisas que nos causam a incompetência. Somos nós mesmos, sim, você é quem produz esta inconformidade. 
   Pessoas já bem mais conscientes, esclarecidas aceitam a adversidade e a contrariedade como algo para se evoluir, e pensam: porque estou nesta condição? O que me levou a estar nesta situação? Por que eu quis isso? Que insatisfação é essa que estou tendo com a dificuldade em lidar com o adverso ?
   Visto que você não muda de posição, fica na esfera da culpabilidade, deve então estar tendo algum tipo de ganho. Mas é claro, a culpa é sempre do outro... Não sou feliz porque meu marido não me dá atenção, não sou feliz porque minha professora me persegue, não sou feliz porque não tenho namorado, não sou feliz porque não me deixaram tudo certo, até mesmo diz que Deus o abandonou! E quem disse que Deus facilita as coisas para quem deseja e consegue mais do que suporta, só porque queria ? Você é que esta aí sem realizar nada, só falando das mazelas e sobre a dificuldade para fazer o que precisa ser feito, e pondo a culpa no outro pela falta de capacidade. E quer que  as pessoas comentam que é um “coitadinho”, que é "vitima", e todos ficarem com uma peninha de você! Tadinho! 
   De qualquer forma, parece que existe sempre a necessidade de ser a vítima de uma situação. Nunca chegou perto de mim alguém e disse: “EU puxei o tapete de fulano”. “EU fiz a opção errada.” "EU quis, consegui e não sei o que fazer agora".
   Aliás, nunca faz a opção errada! Foi o outro que fez errado e deixou tudo conturbado! Eu nunca erro! Eu sei o que estou falando! Eu sempre fui sincero! Eu sempre fui “bonzinho” e "certinho"! Estas sim são palavras e frases que se usa quando colocamos a culpa no outro dizendo: se as condições estão péssimas a culpa é do outro. Simples assim. 
   Voce se sente relaxado em por a culpa no outro, não é?
   É bom começar a rever as situações, não transfira para o outro o que é seu, nem mesmo a culpa. Você está onde está porque você queria, reclama porque você quer, "sofre" porque você quer.
   Nikos Kazantzakas uma vez disse: “Temos nosso pincel e tintas – pintemos o paraíso, e entraremos nele... ou podemos nós mesmos pintar o inferno e fazer parte dele.”
   Se optarmos, verdadeiramente, a não ser desta forma ou daquela, se optamos por ser menos reclamantes e mais competentes, devemos compreender que a opção é nossa, tanto de ficarmos nesta situação quanto de sairmos dela. Portanto culpar os outros, familiares, adversários e Deus não levará a nada. Nada que evite sua incompetência em lidar com a adversidade e tentar parecer ser "vitima" do que voce mesmo desejou ardentemente, e agora não sabe o que fazer com o que conseguiu, ou na situação em que se colocou por livre e expontânea vontade...

 

 

 

Voltar