181 - BASTIDORES E COMISSIONADOS

09/04/2013 08:30

  Com o fervilhar "nervoso" dos bastidores políticos aqui de Várzea Paulista, fica quase indecifrável a honestidade política dos representantes públicos do município, tal os comentários que circulam sobre supostas irregularidaes e excessos de uns e outros.

   Alguns representantes públicos, com comentários de envolvimentos em ações mal explicadas envolvendo dinheiro público, estão em processo de verificação fora e dentro do Jurídico da Prefeitura. Não só dos que estavam no governo anterior, mas que também estão neste novo.

    Mas, continuando, porque a corrupção está enraízada profundamente e todos admitem como "normal" os malfeitos ? A questão de moralizar e cobrar responsabilidades dos abusos e mau uso do poder e serviço público, não vai acabar ou reduzir a corrupção e a prevaricação, se quem está no comando diz palavras de ordem e de moral, e pratica o contrário do que diz. Então como fica isso ?

  Existe a possibilidade de "faxina" política e administrativa ? Dificil de prever, mas isso não deixa de ser uma questão ainda a ser tratada com certa incerteza, pois enquanto se ouve vários comentários que novos "fantasmas" substituiram os anteriores, que já entrou mais comissionados que no governo anterior, que existem possíveis tropeços de representantes públicos sendo apurados, com uma secretaria de comunicação funcionando em função de "desmentir " e tentar reverter o que chega ao conhecimento da opinião pública, etc., é dificil não pensar no que possa estar "debaixo do tapete", e que tudo sempre acaba em "pizza".

  Ora, descobrindo-se alguns malfeitos, que chegam ao conhecimento público, há a habitual turbulência insuflando o aspecto civíco da população e autoridades, mas que logo perdem a força e, depois de um tempo, as vezes muito pouco tempo, tudo volta ao "normal" para continuar como sempre foi e a "verificação" simplesmente sendo arquivada e esquecida.

 

   Enquanto isso, uma postagem no facebook de Rayellen Oliver comenta sobre a lista dos cargos de servidores e comissionados, deixando entrever um exagero e dando o que pensar no que a prefeitura possa estar apresentando de forma excessiva, ou seja: servidores de 180 que era, passou para 220, e comissionados de 255 para 460 hoje, se processando a matemática da nova gestão dizendo ter diminuído em 30 % (trinta por cento), desrespeitando a Lei de Responsabilidade Fiscal, e atestando mais uma vez a incoerência e o descaso com o dinheiro público. Uma verdadeira moeda de troca para receber apoio dos aliados colocando seus parentes, amigos e companheiros, acomodando pessoas que trabalharam na campanha, desviando a finalidade da máquina pública. Lamentável e imperdoável contrariarem o que eles mesmos defenderam na campanha 2012 para chegar ao poder, e cujo slogan era: "vamos acabar com esse monte de comissionados e "fantasmas", e enxugar a prefeitura para economizar"...

  Já temos mais de 3 meses do novo governo e já se desconfia que é para ter mais comissionados que no governo anterior, incluindo possíveis "fantasmas", sem conseguir explicar as contratações como deviam e como também não conseguem desmentir que a falta de medicamentos está maior que na administração passada. Oras, se alguem comenta sobre isso é porque está dizendo "inverdades" na visão "míope" e intencional do secretario de comunicação, que ficou a campanha toda para prefeito acusando o governo anterior, e que hoje está no governo que se "concilia" e precisa do PT... 

  Então quem é que está fantasiando, quem é que pode manchar a credibilidade para tentar desacreditar quem ?

   

    

 

 

Voltar