185 - GANÂNCIA E AMBIÇÃO NA POLÍTICA

17/04/2013 12:10

 

   Observando, também com preocupação, a política da cidade, vamos comentar rapidamente sobre Ganância e Ambição, aspecto geralmente desprezados pelos nossos nobres representantes eleitos, incluindo alguns funcionários públicos concursados e nomeados. 

   Ganância e ambição andam lado a lado. Enquanto a ambição é a mola propulsora do sucesso, a ganância sai “atropelando” tudo e todos para alcançar seus objetivos sem o menor pudor.

   Todos devem saber que ter ambição é desejar ardentemente alcançar um objetivo, preencher uma expectativa; é depositar a mente e a vontade focalizadas no esforço para que se concretizar algo que não seja em prejuízo de outro(s). Entretanto, a ambição desmedida apresenta um caráter completamente negativo, que foge aos limites da ética, do bom senso e do respeito.

  É certo que todos devem cultivar um pouco de ambição na vida. Sem ela não há como traçar metas que leve ao sucesso, pois é necessário ter motivos nobres para lutar e vencer.

   O homem ganancioso é alguém muito negativo, egoísta, que não consegue colocar limites em seus desejos. Suas atitudes são antiéticas e seus caminhos não são motivados pelo respeito ao próximo. Quando ele conquista algo, esse algo logo perde o valor já que foi apenas um objeto a ser conquistado e não a realização de sua alma, e quer mais. Para este, a busca pelo sucesso é apenas algo a mais a ser possuído: mordomias, dinheiro, terras, influência, poder, etc.. Já o ambicioso tem grandes planos, mas ao contrário do ganancioso, ele busca realizá-los de acordo com o chamado de sua alma.

   Dentro dessa ótica, o ambicioso deseja ardentemente vencer, mas usa estratégia limpa, sem precisar burlar as leis, roubar e/ou praticar atos ilícitos para obter vantagens.

   Assim, ganância e ambição pelo Poder e bens pessoais se encaixam muito bem na política, onde se vê pouca amizade e muitos interesses... de sobra. E quanto ao governo e Câmara Municipal, a opinião pública se pergunta quem está sendo ganancioso em suas atribuições e responsabilidades, pois certamente alguns devem ter perdido mordomias com a nova administração.

  O ganancioso, ao contrário do ambicioso, nunca se lembra que não vai levar nada consigo depois que completar seu tempo de vida nesta existencia, só o bem e o mal que tiver feito com suas escolhas, aos outros e a si mesmo...

Voltar