194 - A ZOONOSE DE V. PTA ?

07/05/2013 06:48

   Várzea Paulista tem o setor de Zoonose na Secretaria de Saúde Pública Municipal, mas ela funciona ? Bom, aqui temos uma questão onde se sabe do descontentamento dos moradores da cidade, e uma rápida pesquisa da opinião pública revelou algumas inconformidades. Vejamos:

   O cidadão liga para o setor de zoonose, e quando é atendido percebe uma indisfarçavel má vontade, raramente tem um veterinário com boa vontade, animais abandonados e doentes eles não recolhem, raramente vão ao lugar para ver, tenta ligar para a prefeitura, liga para zoonose, para o departamento de transito e nada, nada fazem. Se ligar para pedir castração e a resposta é que se procure um veterinário particular, sendo que o mais em conta cobra 80 reais a consulta e 250 reais a castração. Talvez isso explique porque tantos animais na rua quando o dono, muitas vezes sem condições financeiras para cuidar, e sem assistência da prefeitura, acaba abandonando.

   E a vacinação ? Nunca se sabe quando a zoonose vai fazer a vacinação, e as vezes que fizeram não divulgaram adequadamente. Sem convenios com veterinarios, a zoonose aqui diz que não sabe quando vai ter campanha de vacinação. Liga-se inumeras vezes, mas é complicado entender mais esse descaso com a saúde pública...

   Castração ? Quando teve  campanha de castração ? Quem sabe quando vai ter ?
   Quando se pede ajuda para animal de rua, eles respondem praticamente em tom de ameaça: Vc sabe de quem é o animal? Não sabe ? Então não tem como acatar a denuncia, não podemos fazer nada, ok?  Outras vezes dizem que não tem como ir até o local. Se ainda assim oferecer para levar o animal até eles para ter orientação de como tratar, dizem com muita má vontade que não podem sequer dar uma olhada no animal doente porque não é permitido (?). E a pergunta sem resposta convincente, ou sem resposta, é: Não é permitido por QUEM e POR QUÊ ?

   Remédios para animais doentes ? Não, eles dizem que não tem, mas existem comentários de que já foi descartado medicamentos para uso veterinário vencidos, como também existem suspeitas que foram comprados rações que nunca chegaram na prefeitura e/ou no setor zoonose, entre outras coisas, como os comentários do uso do carro oficial da zoonose para assuntos particulares de um(a) funcionário(a) do setor e também transporte de pacientes das UBS/Hospital para outras cidades (Unicamp, S.Paulo, etc)..

   Enquanto isso o prefeito insiste em repetir o argumento que não pode fazer quase nada porque herdou um divida de 91 milhões do governo anterior (04 meses de governo e o argumento ainda é o mesmo), e o problema persiste desde os governos anteriores sem solução à vista.

   Afinal, e resumindo algumas das inumeras questões do setor de zoonose, a opinião pública pergunta-se:

   a) Quantos e quem são os profissionais veterinários no setor ?

   b) Porque tem uma veterinária como gerente de UBS ?

   c) A zoonose pratica a eutanásia em todos os animais de rua ?

      No Facebook um dos funcionários da saúde denunciou que a zoonose pratica a eutanasia dos animais de rua por não ter como cuidar, e diz:  "quando diz respeito a animais domesticos,só tem atenção da zoonoses os animais de rua sem dono,e quando estão doentes ou atropelados ,são recolhidos e sacrificados pois o municipio não conta com estrutura para recolher e tratar esses animais" (30/04, compartilhado em vários grupos).

   d) Quanto é a verba destinada a zoonose e onde e como é utilizada ?

   e) Quem fiscaliza a zoonose ?

   f) O que faz a zoonose aqui em Várzea Paulista ?

   g) Quanto ganha e o que faz  um veterinário na zoonose ?

   h) Porque não existe uma cartilha de posse responsável de animais de estimação, muitas cidades já fizeram, porque não aqui ?

    i) Quem faz o recolhimento dos animais mortos (atropelamento, etc.) ? 

    j) etc. 

   Estas questões permitiu alguns questionamentos sobre a zoonose aqui de Várzea Paulista, protocolado ontem, 06/05/2013, sob número 20130522211372 no site da Ouvidoria da prefeitura, que pode ser visto clicando aqui.

   O Blog também recebeu o número do protocolo e a senha da Ouvidoria do SUS para acompanhamento do processo (www.saude.gov.br/ouvidoriasus/acompanhamentoweb).

  Vejamos o que a prefeitura tem a dizer do setor de zoonose da Secretaria de Saúde Pública, do qual muita gente reclama do atendimento e do  funcionamento.

 

 

Voltar