202 - DISPUTAS NO E PELO PT DE V. PTA.

23/05/2013 08:01

   Domingo passado, 19/05, boa parte do PT de Várzea Paulista se reuniu na Câmara Municipal, com a presença de alguns convidados ilustres, como o deputado estadual Gerson Bitencourt, de Campinas, para tentar reestruturar e dar rumo revitalizado e consistente ao partido que, aparentemente, está à deriva e disperso.

   Boa parte porque nem todos os filiados participaram, talvez, disseram alguns, por não ter sido devidamente organizado a partir da executiva do Diretório Municipal, por não terem sido avisados em tempo hábil, por terem recebido email avisando e depois cancelando a reunião, etc..

   O que importa saber é que não se vê certamente uma disposição de unidade no partido, mas suas diversas tendências com interesses divergentes a ponto de tornar mais provável a dissolução da unicidade partidária em pról dos interesses de uns poucos que desejam usá-lo para fins de conquistar poder de influência, tanto dentro do partido quanto frente ao governo municipal.

   Alguns comentários dão conta que muitos petistas estão sendo convidados para mudarem de partido, para um outro que compõe a base do governo atual, em troca de alguma vantagem de ordem pessoal. Isso, mais o distanciamento dos integrantes da executiva entre si, contribuem para que o PT perca sua identidade local e se fragmente diante dos interesses de uns poucos que, segundo comentários ácidos, estão inclusive na bancada do PT na Câmara Municipal.

   Outros comentários, de fora do âmbito do PT, dizem que tem muito mais em jogo do que se possa observar, e que movimentações partidárias diversas já estão em curso a partir de várias direções diferentes em função deste mesmo PT local, inclusive de dentro do próprio PT.

  Tudo porque o PT de Várzea Paulista tem um histórico invejável na cidade e isso não passa desapercebido de jeito nenhum... muito menos ao governo municipal e base aliada, que ainda estão tateando no comando da prefeitura e procurando terreno firme para poderem andar com segurança na administração pública, onde, até o momento, a única secretaria que está começando a conquistar o respeito da população é a Infraestrutura.

   Uma avaliação superficial aponta para o cofre do "tesouro", a herança politica do PT local, sendo disputado quase que como em uma "guerra fria", sob olhares atentos dos interessados, e enquanto o tempo passa...

 

 

Voltar