208 - GOVERNO + CÂMARA MUNICIPAL = POVO ?

19/06/2013 07:18

   Ontem, terça-feira 18/06, foi um dia "diferente" na política local segundo se comenta na cidade.

   De um lado o governo começando a perceber que os eleitores de Várzea Paulista querem que se cumpram as promessas de campanha e plano de governo, principalmente na questão da saúde pública.

   Do outro lado o legislativo preocupado com suas questões de ordem interna, particularmente no uso da lei municipal 04/2013, que aprovaram para que o governo só possa ser cobrado e fiscalizado com 4 assinaturas dos nobres vereadores, o que "dificulta" o governo municipal ter que dar explicações a Requerimento de qualquer um dos vereadores do legislativo sobre questões que precisam ser esclarecidas.

   Considerando que essa lei aprovada contraria a lei federal 12.527, de 18/11/2011, que torna obrigatório a transparência do que se passa na administração pública, então como se explica o interesse dos nobres vereadores em ter uma lei com essa, aprovada para "proteger" o governo ?

   Linguas afiadas dizem que os que votaram a favor da lei aprovada, exceto o presidente da câmara, Ivan Sada, que não votou, e o nobre vereador J.Ramiro que votou contra, tem interesse em participar do governo e suas benesses.

   Uma postagem no facebook dias atrás afirma que a prefeitura contratou várias pessoas indicadas pelo PT para trabalhar no governo, conforme portarias publicadas na última edição do Diário Oficial do Municipio.

   Isso certamente deve explicar:

   a) o porque da bancada do PT (são 4 vereadores) não ser oposição,

   b) porque o governo não tem oposição no legislativo para não ter que dar explicações nenhuma e 

  c) o porque da indignação do presidente da câmara municipal esbravejar, indignado, ontem durante a sessão pública na Casa do Povo, ao não conseguir 4 assinaturas dos colegas para requerer do governo a lista de comissionados contratados pela prefeitura.

   Enquanto isso nas redes sociais, os internautas organizam e confirmam que a manifestação programada para sexta-feira, 21/06 às 18h, vai mesmo acontecer para fazer o que os nobres vereadores deveriam estar fazendo como representantes da população, e também exigir do governo ser fiel administrador dos direitos e cidadania da população que o elegeu.

 

 

 

Voltar