233 - AS CONTAS DO EX-PREFEITO DE V.PTA

24/09/2013 09:01

   Imaginando-se que o prefeito atual tem interesse em que as contas do ex-prefeito Eduardo sejam rejeitadas na Câmara, até mesmo para dar "legitimidade" ao insistente argumento da "herança da dívida" e do "não tem dinheiro" (não tem ? ninguem acredita mais com tanta contratação feita), e considerando o que já rolou, está rolando e ainda vai rolar até os momentos cruciais que antecede a votação na Casa do Povo, qual deverá ser o resultado da votação do legislativo ?

   Um exercício superficial sobre o que deve pensar a opinião pública quanto a postura de cada nobre vereador, que antes apoiava o governo do PT e hoje está alinhado com o novo governo do PV e base aliada, pode revelar muito do que acontece naquela Casa que deveria ser do Povo.

   Então, dos 4 novos nobres vereadores eleitos para esta gestão, quem está de cada lado se 2 são do PV e 2 do PT ? Fácil avaliar não é ? E os 7 reeleitos restantes, a saber: 1 do PV, 2 do PT e mais 4 diversos alinhados anteriormente com o governo do PT e hoje aparentemente com o atual governo do PV e aliados, como ficam ? Vamos lembrar que para uma votação como essa só temos duas possibilidades:

   - ou as Contas é aprovada e derruba a decisão do TC com 8 votos a favor livrando o ex-prefeito de entrar para a lista dos fichas sujas a partir de então, para a alegria dos que torcem por ele,

   - ou não são aprovadas com menos de 8 votos rejeitando as Contas para a "felicidade" dos que o querem fora da concorrência futura (por medo talvez, assim como uns e outros tem do Clemente). O presidente da Câmara também vota nesse caso segundo um nobre vereador do PT nos informou.

   Tecnicamente o ex-prefeito conta com os 4 votos da bancada do PT para aprovar as Contas, mas dos 7 votos restantes são necessários 4 votos a favor e 3 são do PV, então restam apenas 4 a serem conquistados a favor. Essa matemática, com ingredientes aparentemente perversos, é o que desequilibra a razão no jogo dos interesses envolvidos dos prós e contras...

   Boatos de compra do voto a favor permeia as redes sociais, acusações e defesas estão na ordem do dia, mas o tempo vai passando e as negociações tem tudo para ser muito acirradas e turbulentas...

   De qualquer forma, a opinião pública vai estar atentamente observando, avaliando e julgando cada voto hoje na Câmara, e vai usar isso em 2016 quer queiram quer não.

   Muitos lembram também que a bancada do PT no governo anterior tinham suas objeções contrárias ao ex-prefeito, mas teriam hoje a obrigação partidária de ser a favor da aprovação das Contas. Ou não ? 

 

 

Voltar
free web counter