247 - ACENDER UMA VELA A DEUS E OUTRA AO DIABO ?

24/10/2013 08:28

   

   O que vale ser eleito para representar a população em seus legitimos anseios por mudanças sociais ? 

   Sim, dissemos para representar a população e não para governar e legislar em beneficio próprio e dos amigos !

   Quando o candidato a um cargo eletivo, entre os muitos concorrentes para pouquissimas vagas, parte para conquistar o poder através do voto do eleitor usando de tudo que lhe é possível, e até do impossível para ser eleito ou reeleito. Nesse momento é quando ele acende uma vela para cada lado. Chega a ser inevitável quando quer o poder a todo custo, e a qualquer preço, principalmente ao começar a sentir que pode não conseguir alcançar a meta a que se propôs. Faz negociações paralelas ao perceber que não vai conseguir, qualquer coisa, até mesmo pedir voto para o adversário em troca de favores e benesses.

   Uma vez no poder se investe de uma autoridade que ele mesmo se impõe, e começa a perversidade da qual o eleito se investe para se justificar no poder. A arrogância é a maior delas, e não disfarça seus olhares de cima do pedestal onde ele mesmo se colocou. Literalmente se acha... está acima de todos os que o elegeu e se cerca de "amigos", bajuladores, que o alimenta de elogios que o tornam quase um super-homem, em troca das migalhas que podem ganhar por uma "amizade" sem questionamento e sem contrariedades.

   Se vence a eleição com promessas que sabe que não tem como cumprir, então acende outras velas para que ninguem pergunte ou faça cobranças a respeito das promessas serem cumpridas, ou que descubram que foi apenas um engodo para vencer a eleição. Mas para quem acende ? Para Deus ? Se for para Deus, que Deus seria esse que privilegiaria apenas um "filho" em prejuízo e desconsideração de todos os muitos outros ? Teria que proteger uma farsa... mas Deus faria isso ?

   Se Deus não o atende com a presteza que ele precisa, então começa a usar de tudo o que pode para não ser contrariado e não ter oposição. Desmente todos, desclassifica toda e qualquer reclamação e cobrança sobre o que deve fazer e sobre o que prometeu fazer. Passa a fingir que está trabalhando "duro", mas não consegue mostrar mais que um "faz-de-conta", confiando que o eleitor e opinião pública não vão perceber. Insiste até nas "verdades" dele, se chateia se não acreditam nele, nas "verdades" dele. "Verdades" fabricadas com mentiras traduzidas em insinuações, injuria, difamação e calunias para tentar se impor. Isso quando não tentam intimidar e ameaçar.

   Certamente também já leu o Salmo 64 (63) (Biblia de Jerusalém), que diz: 

  "Eles afiam sua lingua como espada, 

  ajustam sua flecha, palavra venenosa,

  para atirar às escondidas, contra o inocente,

  atiram de surpresa, sem temer,

  Eles se fortalecem com seu projeto maligno,

  calculam como esconder armadilhas,

  pensando: "Quem poderá ver-nos

  para investigar nossos crimes ?"

  Aquele que sonda o fundo do homem

  e o coração profundo os examina.

  Deus atira uma flcha contra eles,

  ficam feridos de repente;

  ele os faz cair por causa da língua..."

  Mesmo assim, acende mais velas, renova os pedidos para ter paz e "proteção" contra os "inimigos e detratores" que querem resultados, que querem que se cumpram as promessas feitas na campanha, e que sejam envergonhados e punidos por cobrarem. Coloca a culpa nas criticas da opinião pública que enxerga a inépcia, sendo que no entanto suas ações deviam ser públicas e sem máscaras...

   Mas, é possível negociar com Deus ? Um Deus Criador da Natureza, das Criaturas, do Homem, do Sistema Solar, da Galaxia, do Universo conhecido e desconhecido ? Como é possível fazer uma promessa a Deus esperando que Ele admita e aceite a barganha ? Como se dirigir a Deus dessa forma:  "Me dê isso que dou aquilo". Como pode ? E ainda usam do nome de Deus como testemunha de que são corretos e isentos de culpa, tudo para intimidar o próximo. Pensam que podem usar o nome de Deus, que tudo criou, vê, sabe, Onipresente, Onipotente e Onisciente de TUDO e EM TUDO, do jeito que usam... impunemente...

   Lamentável que homens assim existam e estejam no poder, e acendem vela a um "Deus" que eles pensam que podem colocar a serviço deles... só deles... e ainda tem o atrevimento e a petulância de dizer ser temente a Deus, que é cristão...

   Oremos, sim oremos...

   Deus ouve e dá atenção aos justos sim, mas rarissimos desses estão no poder, e quando estão pouco podem fazer...

 

 

   

Voltar
free web counter