251 - O PT E O PED2013 EM V.PTA

08/11/2013 14:58

  Amanhã, domingo 10/11/13, o PT vai escolher sua nova executiva para o diretório municipal. Isso vai acontecer na Câmara Municipal a partir das 09:00h. Há informações de que o presidente do legislativo estava resistindo em liberar o plenário, mas acabou cedendo para o evento até às 19h.

  Os bastidores do PT está fervilhando com negociações, acordos, alianças, acertos de última hora, etc. Tudo sob olhares atentos do governo e demais interessados de outros partidos, presumivelmente com participação de "espiões".

  Este PED local vai ser uma disputa acirrada pelo controle do diretório local do PT, e 3 grupos distintos estarão na disputa:

   a) Grupo do prof. vereador do PT que será o próximo lider da bancada no legislativo, e que tem como candidato a presidencia do partido o dono da pizzaria Carvalho,

   b) Grupo do prof. atual lider da bancada do PT não tem candidato para a presidencia do diretório, que deveria ser ele mas não teve apoio suficiente dentro do grupo (?), e 

   c) Grupão de várias lideranças, que tem o diretor de educação de Jundiaí como candidato à presidencia.

  A eleição da nova executiva será através de cédulas individuais, com os nomes dos candidatos nas chapas, da qual participarão cerca de 690 filiados filiados com situação regular no partido. A previsão para encerramento é por volta das 18:00h, e a preocupação de alguns lideres é que a contagem seja feita logo em seguida para evitar qualquer manobra que mude o local para a apuração dos votos, coisa tipica de sindicalistas segundo eles mesmos. 

  Em meio disso tudo tem um comentário "ardido" que diz que o PT pode se coligar com o governo (PV) para as eleições 2014, dependendo de quem vença a disputa pelo controle do diretório do PT local. A suspeita recai certeira sobre a bancada do PT no legislativo, já que podem se unir para garantir os cargos que os vereadores possuem no governo e que podem estar em jogo.

  Seria mais ou menos assim: Os dois grupos liderados pelos prof. vereadores do PT, incluindo os outros dois da bancada dos quatro no legislativo, somam 180 + 220= 400 votos, suficientes para vencer o grupão com seus previsiveis 300 votos. Nesse caso a bancada petista decidiria e assumiria a executiva e tenderia a ser parte "oficial" do governo dito "melancia", ou seja verde por fora e vermelho por dentro, ou PV comandando assessorado pelo PT. Não vão poder negar se unirem ao governo nas eleições 2014. Se acontecer vai ser um contrasenso muito suspeito, aliás já é...

  Vamos ver de perto...

  

Voltar
free web counter