297 - VERDADES E MENTIRAS SOBRE O LOTEAMENTO DO MURSA - Parte 7

13/03/2014 11:58

 Parte 7: O estudo do loteamento de alto padrão, no Mursa... 

 Como o passado não tem mais volta, e corrigir êrros cometidos é praticamente impossível, e o histórico político inicial já foi abordado quanto ao "Movimento Salve a Serra de Mursa", criado e usado somente para fins eleitoreiros, seguiu-se a questão da região do Mursa com o momento imperdoável na elaboração e redação final e aprovação da Lei Complementar 221/11, que permitiu lotes de 300m2, desprezando-se todas as expectativas que se esperava quanto à preservação do meio ambiente aqui de Várzea Paulista, desnudando os interesses do governo (executivo e legislativo) em detrimento dos interesses dos eleitores e da população.  

  E como foi isso ?

  Uma parte do que se sabe dessa história "secreta", temos que havia um interesse do governo anterior, do PT, em disponibilizar um bloco residencial de alto padrão que atraisse os empresários a residir aqui na cidade, em vez de só estabelecer empresas/negócios aqui e morar em jundiaí por exemplo. Iniciou-se então estudos pela Secretaria de Obras e Meio Ambiente para tal empreendimento. A região estudada com ênfase foi a região do Mursa, com seu belissimo contexto ecológico, suficiente para atrair pessoal de alto poder aquisitivo.

  Enquanto o estudo seguia seu curso, isso "vazou" e despertou interesses no legislativo que viu oportunidades de vantagens pessoais em loteamento de alto padrão e "correu" atrás. Logo as familias ficaram sabendo que estava sendo cogitado loteamentos na região do Mursa, e que isso poderia ajudá-los a resolver os problemas de IPTU junto à prefeitura. Os empreendedores, lobistas e oportunistas de plantão então ligaram suas antenas e começaram a sondar as possibilidades, tanto do lado dos proprietários quanto do lado do governo (executivo e legislativo). E começou a "corrida" pelos interesses, procedimentos e pelos projetos de loteamento na região do Mursa. Dois empreendedores em particular chegaram na frente e deram inicio ao que hoje vemos como o "imbróglio" do loteamento do Mursa, no qual o atual prefeito acabou entrando na "areia  movediça" ao usar o "Movimento Salve a Serra do Mursa", contrariando o bom senso de que, se eleito, iria ter que enfrentar o problema sem chance possível de sucesso para evitar o que defendia, mas o desejo de ser prefeito estava acima  da razão. Foi eleito e está com a "bomba" na mão. O "Movimento Salve..." era inicialmente só um "meio" de autopromoção pessoal de um ex-candidato a vereador derrotado, pelo PSDB, e hoje ainda vice-presidente do partido, que organizou apenas para fins eleitoreiros.

  Técnicamente a Secretaria de Obras e Meio Ambiente estaria fazendo a coisa do jeito certo, prevendo lotes minimos de 500m2, e áreas mais nobres maiores, áreas de preservação planejadas e que não agredisse o meio ambiente nativo, contrapartidas, etc.. A Associação dos Engenheiros Civis da região foi convidado a participar, e tudo estava indo em seu curso natural, e considerando as implicações ecólogicas e ambientais envolvidas na preservação do maior patrimônio natural da cidade: o morro do Mursa. Mas...

  Quando o legislativo entrou em cena,  tudo tomou um rumo "diferenciado". O então presidente do legislativo recebeu as familias proprietárias e começou a cuidar e influenciar o que estava em fase de estudos. Na sequencia os demais vereadores também entraram em cena, para "participar" do projeto. Se estava um tanto obscuro, ficou muito mais ainda quando todos os vereadores se uniram em um mesmo propósito para apreciar na comissão respectiva como estava a redação do texto proposto da Lei Complementar, e apresentar sugestões e/ou propor alterações. Isso deu inicio a fase critica da pré-elaboração da Lei, e governo e legislativo entraram em uma "queda de braço" não prevista, desgastante e movida em interesses de ordem pessoais de todas as partes envolvidas: proprietários, empreendedores, lobistas, representantes da sociedade, oportunistas, governo e, principalmente, o legislativo, e a queda de braço acirrou as manobras de todos os lados...

 

  ... continua...

 

 

Voltar
free web counter