399 - MARINA ENTRE A CRUZ E O “INFERNO” ?

08/10/2014 09:28

   Como já abordamos aqui no Blog, Opinião 397 e 398, estava praticamente “declarado” na mídia que Marina não ia apoiar Dilma no 2º turno, em razão de como cortaram as asas dela no 1ºturno, e isso é perfeitamente compreensível porque era uma disputa pelo poder e eliminá-la da concorrência era o objetivo, até então entendido como a maior ameaça à Dilma. Mas parece que foi um tiro no pé, insensato ou não, e é o preço a pagar, pois deram a Marina mais força e poder de fogo agora quando não tem nada a perder. Só o PT tem...

   Na mídia pode se ler que “Em conversa por telefone com a viúva de Eduardo Campos, Renata, na noite de segunda-feira, a terceira colocada da corrida presidencial, Marina Silva (PSB), comparou o apoio a Aécio Neves (PSDB) a um “caminho para a cruz”. Amanhã, a coligação que apoiou Marina vai anunciar a adesão ao tucano.

   Segundo uma pessoa próxima a Marina, ela disse que, após ficar de fora do 2.º turno da corrida presidencial, “dois caminhos” a “levam para a cruz e um para o inferno”. A decisão entre ficar neutra, como fez nas eleições de 2010, ou apoiar Aécio seriam os dois rumos que lembram o sacrifício de Jesus Cristo. O “inferno” seria fazer uma aliança com o PT da presidente Dilma Rousseff.

   Para aliados, depois dos ataques vindos da campanha petista no 1.º turno, tornou-se praticamente impossível apoiar a candidata à reeleição. Marina, que foi ministra do Meio Ambiente no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e filiada ao PT por mais de duas décadas, ficou profundamente magoada com os ataques dos antigos companheiros de sigla.

   No domingo, em seu pronunciamento após o resultado da votação, Marina indicou que não ficaria neutra e que o brasileiro havia demonstrado nas urnas que não concordava mais com os rumos do atual governo.”

   Bom, até que se prove o contrário, e o PT vai tentar reverter a todo custo tirando mais água de pedra, Aécio está com chances ótimas de se eleger Presidente da República. Nesse caso, hoje, o “inferno” parece estar do lado da banda vermelha da disputa presidencial, a cruz do “sacrifício” na mão da Marina, que poderá decidir a eleição, e a “jóia”, que agora parece ter mais brilho e valor, é o Aécio...

 

 

Voltar