477 - PT, PSDB, PMDB, CONGRESSO NACIONAL, PRESIDÊNCIA e V.PTA.

04/07/2015 09:41

   Então, o jornal O Estado de São Paulo publicou hoje, 04/07, que o PMDB está sondando o PSDB em busca de apoio na possibilidade de Michel Temer assumir o governo, caso aconteça do Congresso Nacional abrir processo de afastamento de Dilma da presidência. Claro, isso já deve estar fervilhando nos bastidores e, aparentemente, deve estar em estágio avançado essa questão na defesa e na intermediária do poder legislativo, e ir para o ataque já se desenha como sendo só uma questão de tempo, com direito a prorrogação e, inclusive, considerando a disputa por pênalti se for o caso, ou voto a voto parlamentar.

   Um bom observador certamente pode identificar o que acontece de fato na política a nível nacional, principalmente o que está dentro da turbulência dentro e fora dos bastidores. De um lado o PSDB como oposição a partir de cima do muro na visão de formadores de opinião política, e do outro a revista carta Capital comentando um Antipetismo a partir da pesquisa de opinião pública feito pelo Instituto Vox Populi, mas tem mais... 

   A coluna da Eliane Castanhêde no jornal O Estado de São Paulo, tem uma visão particular do que se acontece no governo a partir de outra pesquisa, feita pelo Ibope, onde aparece Dilma abaixo de 10% na aceitação popular do seu governo, envolvendo junto o guardião dela: O PT, que a elegeu. Vejamos alguns trechos da matéria:

   “A pesquisa Ibope teve um efeito desolador no PT, que se esforça para ser guardião de uma presidente da República que não queria e para fingir que acredita em Lula como boia de salvação. A sensação é de fim de festa, com o salão desarrumado, copos quebrados, guardanapos pelo chão e bêbados vagando sem rumo, enquanto o Titanic aderna.

A aprovação de Dilma Rousseff despencou para um só dígito e a rejeição é a maior em 29 anos, pior mesmo do que as de Collor e de Sarney, os ex-campeões de impopularidade. O campo da pesquisa, curiosamente dez dias antes da divulgação, não pegou os 15 minutos de glória de Dilma com Barack Obama nem captou, do outro lado, as revelações de Ricardo Pessoa envolvendo campanhas de Lula e Dilma e, de uma tacada só, dois ministros com assento no Planalto. Soma daqui, subtrai dali, o resultado é atual.

Chocado, o PT vê a presidente serelepe, curtindo a dieta da moda e pedalando sua bike ribanceira abaixo, enquanto leva uma bola nas costas atrás da outra no Congresso, ora com um novo fator previdenciário, ora com o aumento de até 78% dos funcionários do Judiciário. E, assustado, descobre que Lula está sem rumo, sem vontade e sem tantos seguidores assim que estejam dispostos a afundar com ele e Dilma em toda essa lambança.

...

Como pensar em “pacto” entre Poderes, justamente num ambiente de desconfiança entre eles e de críticas generalizadas à presidente? O Executivo perdeu o controle e ficou a reboque do Congresso e da Justiça. O Legislativo está nas mãos de Renan Calheiros e Eduardo Cunha, que impõem uma derrota atrás da outra ao Planalto e estão no foco do Judiciário. E o Judiciário não apenas investiga os presidentes da Câmara e do Senado e boa parte dos congressistas, como pode se ver na iminência de julgar ministros da antessala de Dilma.”

   Com isso a turbulência acelera os bastidores, e fora deles, e parece mesmo que no comando do olho do furacão estão: PT, PSDB. PMDB, CONGRESSO NACIONAL e a PRESIDÊNCIA, com o Poder Judiciário atento a  tudo.

   Esbarra em Várzea Paulista também ? E nas verbas e nos convênios municipais ? E nos eleitores ? 

   Veja as matérias completas do jornal:

   - PMDB SONDA TUCANOS

    - SINAL DE DESESPERO

 

Voltar