528 - JR. APRILLANTI COGITADO POR 3 PARTIDOS EM V.PTA.

30/10/2015 09:10

  Bom... “vazou”, praticamente em todos os bastidores, que o secretário de obras de Jundiaí está sendo cogitado para ser filiado pelo PSDB e também pelo PSB. Ambos os partidos estão atuando com “força” para conquistar o secretario para sua legenda. Dizem que o PV também. E isso pode ser constrangedor no ponto de vista do PCdoB regional, que deve não estar vendo isso com bons olhos já que ele faz parte do projeto político de Jundiaí, inclusive para Várzea Paulista.

  No PSB ele ia contar com políticos de sempre, mas também com o experiente político prof. Rodolfo, que conhece a administração municipal e que hoje comanda a secretaria da educação com a melhor gestão do atual governo municipal e, no caso do PSB lançar candidatura própria, ele seria o nome natural para disputar para prefeito. Certamente Jr. Aprillanti não cogitaria ser vice.

  No PV, ou ele seria vice em uma provável reeleição do atual prefeito, coisa que ele deve descartar, ou seria o candidato a prefeito aceitando as condições do PV em preservar uns e outros no governo, o que poderia comprometer uma gestão competente e de qualidade se pretender fazer história como bom prefeito. Então, o PV provavelmente não deve ser opção do interesse dele. Eele quer ser prefeito segundo se sabe.

  Ir para o PSDB pode então ser uma opção mais viável. Mas, como seria um filiado sair de um partido de esquerda para entrar em um da direita, e ainda sair como candidato a prefeito ? Entretanto, como candidato do PSDB certamente ele iria contar com o apoio do governador de S.Paulo e com “figurões” do PSDB nacional.

  Outra coisa, segundo avaliações de experts nestas questões de mudar de partido, Jr. Aprillanti sair do PCdoB pode ser uma indicação de que ele não está muito confortável por lá, tanto em Jundiaí como aqui em Várzea Paulista. Aqui porque aparentemente o partido não parece ser muito forte e não deve eleger prefeito. Vereador talvez, mas também não há garantias. Portanto, sair do PCdoB pode ser a opção que dê a ele a chance de ser o próximo prefeito aqui em Várzea Paulista, mas terá que ter o cuidado de sair sem inimizades, e com o risco de provocar mal estar coletivo nos bastidores e ainda deixar sequelas que compliquem suas aspirações políticas.

  Ainda estamos fim de outubro. Em março 2016 pode ter outro cenário, diferente. Em Maio 2016 outro ainda mais diferente, mas bem mais definido...

  Vamos aguardar. Nem tudo é como parecer ser, pois TUDO DEPENDE...

 

 

Voltar