53b - O ELEITOR E O VOTO - 2

13/09/2012 10:29

O eleitor e os candidatos
Adaptação do texto de Wilson Carlos Fuá

http://www.24horasnews.com.br/evc/index.php?mat=4610

      Com raríssimas exceções, os políticos são adeptos de coisas extravagantes, cultuam as futilidades da vida e necessitam de aduladores para alimentar a sua vaidade, confundem arrogância com liderança, fazem questão de serem petulantes com os seus funcionários, até em seu meio familiar são intolerantes pois sente como um ser dotado de super poderes e não vê que a sua autoridade é ofuscada pela falta de amor próprio. Usa a sua régua para medir todas as pessoas com base no seu nível de egoísmo e desonestidade, fazendo questão de parecer como um esperto ou como membro da “nata da esperteza”
      Ao contrário dos grandes líderes, que têm os seus pensamentos ideologicamente bem definidos, a maioria dos políticos, com ressalvas, não conseguem lograr a paz interior, pois o relacionamento com o povo é muito precário, calcado em interesses gananciosos, esquecendo-se os sentimentos nobres e elevados que a vida cotidiana nos oferece, mas por agir na ganância permanentemente, e por ser dotado do princípio do materialismo acumulativo, afasta do verdadeiro amor coletivo e sentimento de grupo, para viver na solidão da ausência de consciência própria. 
      O eleitor ainda vai ouvir e ver nos programas eleitorais, projetos espalhafatosos e utópicos vindo de candidatos insensatos quanto à realização, mas são apenas propostas enganosas: 
     1 – Remover todos os moradores de ruas, prostituição e usuários de drogas para locais destinados à “recuperação social”, com auxilio da igreja e/ou entidades, coisa que nenhum governo conseguiu resolver em todos os tempos ou em qualquer lugar do mundo. 
     2 – Cancelar o projeto de loteamento na região do Mursa, quando o interesse dos proprietários de terras é justamente esse, ou seja: lotear sua terras para fugir dos impostos urbanos provocados pela lei municipal 1375 aprovada em 1997 
     3 – Nas suas propostas estarão os itens que irão transformar a cidade na melhor do mundo, que o transporte público será de excelência e atenderá todos os bairros e regiões, que a educação pública será definitivamente resolvida com escolas e professores de primeiro mundo, cursos profissionalizantes de alta qualidade e até faculdade pública de alto nível. 
     6 – Com certeza pode aparecer candidato que afirmará que no seu programa de governo no item SAÚDE, que o povo terá atendimento com a qualidade de primeiro mundo, e que a falta de médicos e medicamentos serão coisas do passado, que as consultas serão marcadas via internet e que, ao invés de filas, os pacientes serão buscados/atendidos em suas casas através do Programa Médico no Lar. 

     7 -  E outros...
     Na realidade o grande dilema provém da falta de discernimento dos eleitores em saber escolherem não apenas o melhor, mas também ao decidir por aquele que é menos enganador ou aquele menos dissimulado. 
     Pense bem caro eleitor, faça muitas reflexões antes de decidir por um candidato. 
      O melhor candidato é aquele que respeita a nossa história e que você possa escolhê-lo para dar conselho para o seu filho. 
      Não contemporize em questões de honra, em política faça a melhor escolha e não dê oportunidade à vitória dos oportunistas e aproveitadores, nem dos vícios conhecidos e falta de atenção na administração de Várzea Paulista. Não espere felicidades através das ações daquele político que pisou na felicidade dos outros, que enganou ou desprezou, o passado jamais ficará escondido porque nos debates/discursos e durante os Horários Eleitorais, devem ser vistos com muita atenção, pois são transformados em filtros das mentiras, onde as sujeiras aparecem aos olhos e ouvidos dos eleitores. 
      Olhe bem na imagem dos candidatos, ouça bem os discursos enganosos nas doces palavras treinadas pelos assessores de campanha e procure saber o passado de todos os candidatos, use o poder da Ficha Limpa, pois entre esses candidatos pode estar aquele que será seu inimigo na administração pública da cidade, pois será com seu voto, e por isso você será o cúmplice dele em tudo que ele praticar de errado ao aplicar os recursos da prefeitura. 
      Não use o voto como uma obrigação, mas como uma conquista, pois você tem esse direito legal de escolher entre os candidatos, aquele que a sua consciência definir como o melhor, pois entre todos, pode estar aquele que não dispõe de recursos para campanha espetacular, pois não está comprometido com nenhum grupo econômico, mas através de um discurso simples e pouco rebuscado pode estar um grande líder ou um grande estadista, que será um renovador das causas sociais e que você terá orgulho de dizer: Eu votei nele, ele honrou meu voto”. 
     O verdadeiro político na sua essência é um líder natural, a sua responsabilidade é muito grande, e por receber a confiança do eleitor nunca pode transgredir a verdade, a honestidade e sentido comunitário. O político é aquele que tem o entendimento da verdade e que sabe fazer a leitura do ser humano como um igual. O verdadeiro político é uma pessoa especial e apaixonada por causas sociais, o verdadeiro político entende o sentimento do povo, e por isso, confunde as suas aspirações como se fosse o desejo de todos os cidadãos. 
     Pense bem antes de votar, pois essa é uma ação que não admite arrependimento! 

     Não venda seu voto ! Qualquer valor ou favor não vale o preço pago pelo seu voto !

 

 

 

 

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP