540 - INICIO DO ANO ELEITORAL 2016

12/01/2016 09:23

  Bom, faltando menos de 9 meses para as eleições municipais, há uma certeza quanto à disputa para os cargos de prefeito e vereador em 2016: as campanhas deverão ser mais baratas. Quanto a isso os partidos políticos terão de se reinventar e engajar a militância para conquistar votos de uma população cada vez mais descrente a decepcionadas com os políticos atuais, principalmente com a corrupção correndo solta em toda parte e em todos os níveis. 

  A minirreforma eleitoral aprovada pelo Congresso e sancionada, com vetos, pela presidente encurtou o período de campanha de 90 para 45 dias. Conforme alguns políticos locais consultados, um dos fatores que apontam o barateamento do pleito são as crises política e econômica, como também o desgaste da confiabilidade que os eleitores tinham nos políticos. Os eleitores querem RENOVAÇÃO, trocar os políticos e a forma de se fazer política, e isso parece ser inevitável aqui em Várzea Paulista e em muitas outras cidades.

  De qualquer forma, os partidos já estão se preparando para encarar o desafio de fazer mais com menos. Tem partido que está cogitando criar um fundo e estimular eleitores a doarem, mas a falta de uma cultura de contribuição por parte de pessoas físicas é um empecilho para a proposta se concretizar.

  Para os partidos pequenos, principalmente os que dependem de alianças, a tendência e de fazer campanha cada vez mais difícil, mas, por outro lado, para quem sempre fez com pouco, muito pouco já é bastante. Com isso, partido e militância serão colocados à prova nestas eleições 2016, mesmo estando aliado a partido com certa representatividade junto aos eleitores.

  Para os quem está buscando reeleição, prefeito e vereadores, o histórico de cada um, de 2013 a 2015, tende a ser determinante para que o eleitor se lembre, ou não, do seu nome no dia da eleição, mesmo comprando votos ou contando com apoio de igreja. Os eleitores estão de acreditar nos políticos conhecidos, e uma MUDANÇA é muito mais que desejada, é necessária e inadiável

  No caso dos vereadores aqui de Várzea Paulista, todos os 11 em mandato acreditam que serão reeleitos, mas não é isso que se ouve na opinião pública. O que eleitores querem, como já mencionado acima, é RENOVAÇÃO, e REELEIÇÃO NÃO É MUDANÇA. Na avaliação de observadores, se algum vereador chegar a ser reeleito não será mais do que 3, e provavelmente 9 dos que estão em mandato atual darão lugar a novos vereadores na câmara municipal.

  Até 02/04 muita negociação, indecisão, mudança de lado e até “traição” estarão na pauta política da cidade, o que se entende como absolutamente normal nesta fase de quem fica onde, portanto DEPENDE. Claro, a lei da oferta e procura é regra, mas a lei da vantagem é a que deve prevalecer segundo uns de outros que sabem como são as “negociações”, o que não significa que quem tem mais cacife vai se eleger ou se reeleger...

  Lembrete: Novos nomes e jovens lideranças estão na pauta e, segundo se sabe na opinião pública, os eleitores parecem propensos a torná-los seus representantes nestas eleições 2016, o que pode ser salutar para Várzea Paulista...

 

 

Voltar