5q - Convenções - 16ª parte: Bastidores 9 - Vapt-Vupt, e novo comando no DEM

28/06/2012 11:46

5q - Convenções partidárias 2012 - Várzea Paulista

        16ª parte: Bastidores 9 - Vapt-Vupt, e novo comando no DEM

             28.06.12            

    Mas é ? É !

    Com uma reviravolta digna dos bastidores, a presidencia do DEM passou de novo para as mãos anteriores de forma inesperada (ou esperada ?) !

    Nem bem deu tempo de esquentar as cadeiras e a diretoria do dia 26/06 já tem que ceder lugar à diretoria do dia 27/06. Foram menos 24 horas de comando. É para entrar no registro da história política da cidade !

    O que isso significa ? Bom, do ponto de vista estratégico 2 minutos de propaganda eleitoral faz diferença, e muita, se pensarmos bem ! E tem ainda a questão dos candidatos a vereador, militância, recursos humanos, etc.. Tudo entra na conta !

     Vamos ver o que dizem os diretamente envolvidos, o do dia 26/06 e o do dia 27/06:

        - Ronaldo Molina (anterior, 26/06): Sabíamos que estavam tentando reverter a mudança, não foi surpresa ! Todo o processo de retomada da presidencia pelo grupo anterior demonstra a força dos interesses e favorecimentos, que partiu de ordens superiores. Espero que esse fato repercuta em favor da cidade !

        - Donny Almeida (atual, 27/06)....: Reagimos à mudança no comando feito dia 26/06, que beneficiava o PT, revertendo o processo ao status anterior e reassumindo com apoio total do PSDB Municipal. Foi uma questão de justiça. Todos os pré-candidatos do DEM terão apoio completo do PSDB na coligação !

          

        Outra observação preocupante percorrendo os bastidores é um vermos um partido, também com 2 minutos de tempo na propaganda eleitoral, experiência de governo como base aliada, militância, candidatos históricos da cidade, figuras ilustres na executiva, etc., cometer um dos pecados imperdoáveis da política: estar conversando demais, indefinido demais, para se acertar em uma composição majoritária. Hoje é o partido que está em todos os lugares e em lugar nenhum, e onde participantes se esforçam para levar o partido a se aliar a um e a outro candidato. Não há um consenso, mas sim certa dispersão e falta de entendimento na divisão de interesses internos .

         Quando aberta a temporada de caça às coligações dia 10/06, até que havia munição suficiente para negociação. Mas o desgaste em se definir ao longo destes 20 dias destinados ao fechamento de alianças, o que tinha como moeda de troca desvalorizou e hoje, em vez de ditar condições, está mais para aceitarem o que lhe oferecerem.

         Omitimos o nome do partido em respeito a algumas lideranças conscientes da atual e dificil situação interna, mas um esforço de última hora deve ser feito para não ficarem de fora deste momento histórico que estamos vivendo na política da cidade. Uma solução pacifica, e que pode atender aos pré-candidatos, poderia ser a de fazer a Convenção somente do partido, e liberar os candidatos para se aliarem individualmente aos candidatos a prefeito de sua escolha. Mas isso é para ser avaliado pelo partido, entre as várias opções existentes.

 

   Observou-se também nesta quarta-feira, "nervosa" apenas na questão do DEM, uma aparente tranquilidade e certo compasso de espera do final das negociações.

   Jr. Aprillanti não mudou nada da programação como candidato majoritário, mas há quem ainda mantém a esperança de contar com sua força como vice.

   Clemente e Juvenal se dedicaram às muitas conversas nesta fase final de fechamento de alianças e com detalhes para a Convenção.

   Luiz A. Raniero, Lula, também se dedicou às reuniões partidárias e preparativos para a Convenção

     Alguns pré-candidatos a vereador estão aflitivos para conseguirem se acertar nas coligações. Aqui a situação individual está tumultuada.

     Resumindo: Tirando fora a reviravolta do DEM e a indefinição de um partido para coligar, está tudo "normal". Mas ainda não acabou os bastidores... tem coisas rolando pelas bordas e algumas surpresas em vista ! Estamos aguardando os desfechos !

 

 

Voltar