615 - V.PTA.: A REFORMA, O VEREADOR E A LICITAÇÃO PARA NOVA ADMINISTRAÇÃO DO HOSPITAL/UPA

07/07/2016 09:45

  

  Então, como a opinião pública e bastidores já sabe e entende perfeitamente que a equipe hospitalar foi incorporada à UPA, e que não tem mais equipe para o hospital continuar funcionando, então dizer que o hospital foi fechado para reformaé mais um motivo de irritação da população e eleitorado. Era tudo o que a “oposição” e adversários, que concorrem a prefeito nestas eleições, precisavam para “desnudar” o governo municipal, mostrando tal qual o governo é por dentro, segundo línguas que querem a mudança, e querem mesmo!

  Com relação à questão do “fechamento do hospital para reforma”, porque o governo está incompreensivelmente impedindo o vereador Demércio de entrar para fiscalizar, tirar fotos e ver o que acontece lá dentro? Porque o governo não está permitindo a entrada do vereador no hospital “fechado para reforma”, nem mesmo com o vereador fazendo pedido por escrito para a secretária de saúde? O que tem ou o que não tem lá dentro que não pode ser visto pelo vereador? Do que o governo tem receio ou quer esconder? Seria o estado de abandono? Ou outra coisa?

  Enquanto isso o governo municipal já realizou a Licitação que vai substituir a ICV, Instituto de Ciência da Vida, que administra o hospital. O hospital, ou a UPA? Isso está escrito na Licitação? Bom, a ICV impetrou Liminar para tentar impugnar a Licitação, mas foi indeferida pelo TCE e a Licitação foi realizada.

  Essa Licitação, no valor estimado de R$ 11.994.380,04, foi aberta na sexta-feira p.p., dia 01/07/16, com apenas 6 dos 13 inscritos presentes, mas ainda nenhuma empresa ou organização foi escolhida como vencedora. Enquanto isso está sendo verificado se está tudo em ordem da parte dos participantes, depois será publicado e concedido 5 dias para os concorrentes apresentarem recurso. O próximo passo prevê avaliação das propostas e escolha do vencedor.

  Uns e outros lembram e cmentam que a IVC foi uma “gestação” do atual secretário de governo e comunicação, David Alexandre, que, se desse certo e funcionasse a contento, vários “pais” iriam aparecer para assumir a substituição da administração anterior, Ibrastec, pela ICV. Mas como parece que não deu certo com todos os problemas existentes desde que a ICV assumiu a administração do hospital municipal, ninguém quer nem chegar perto. Nem vereador...

  Aliás, tem comentários de que, antes, 2 vereadores já “haviam escolhido” uma outra empresa para substituir a ICV, tal qual o governo fez no caso da empreiteira da “reforma” da escola Paulo Freire no Jd. Promeca, mas a atual secretária de saúde não admitiu e impediu a “manobra”, para “desgosto” de uns e outros.

  Entretanto, essa Licitação para Administração Hospitalar parece estar “limpa”... Vamos ver! 

 

Voltar