864 - TIRIRICA: “SAIO DA POLÍTICA COM TOTAL VERGONHA”

07/12/2017 07:53

  Adaptação dos artigos do Jornal do Brasil e do site UOL 

Resultado de imagem para tiririca

  Após sete anos de mandato, o deputado federal Tiririca, Francisco Everardo Oliveira Silva (PR-SP), subiu, no início da tarde, na tribuna da Câmara nesta quarta-feira, 06/12, para fazer o seu primeiro e último discurso. O parlamentar disse estar decepcionado com a política e classificou de "vergonhosa" a atuação dos colegas. Horas depois de fazer o discurso, Tiririca disse que permanece no mandato até o final de 2018, mas não irá tentar se reeleger. "Informo que cumprirei com minhas obrigações deste mandato até o final e não concorrerei a mais nenhum cargo público. Agradeço o respeito e a compreensão de todos", afirmou no Facebook. Ele negou que vá renunciar.

Imagem relacionada

  Nos últimos tempos, Tiririca deu algumas entrevistas nas quais dizia não possuir o “jogo de cintura” exigido para ser político: "Estou saindo triste para caramba. Estou saindo muito chateado, muito chateado mesmo com a nossa política, com o nosso Parlamento. Como artista popular que sou e político que estou, estou saindo chateado". E disse também: “Saio totalmente com vergonha. Não são todos, mas eu queria que vocês tivessem um olhar pelo nosso país, a nossa saúde”, disse o deputado. Aparentemente abatido, Tiririca fez o discurso de maneira espontânea. Os poucos deputados presentes filmaram com celulares o colega. Tiririca se disse envergonhado pelo que viu no Congresso ao longo de dois mandatos. "O que eu vi nos sete anos aqui, eu saio totalmente com vergonha. Não vou generalizar, não são todos", afirmou. Para o deputado, existe "gente boa" no Congresso, "mas não dá para fazer muita coisa". O deputado repetiu, por mais de uma vez, a sua decepção - sem entrar em detalhes.

Resultado de imagem para tiririca

  Tiririca foi o deputado federal mais votado do país, em 2010, com 1,3 milhão de votos, mas admitiu ter se candidatado apenas para aumentar sua visibilidade como artista. Em 2014 foi reeleito com 1,016 milhão de votos. Durante o segundo mandato, ele participou da votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, e votou a favor do afastamento da chefe de Estado. O deputado também votou pela abertura de investigação contra Michel Temer, mesmo com a pressão da direção partidária sobre ele. Voltou a fazer shows como palhaço há cinco meses. O espetáculo conta a história de vida dele e roda o país de sexta a domingo. De segunda a quinta-feira, o parlamentar mora em Brasília. 

Veja abaixo o discurso de Tiririca na Camara Federal:

 

Voltar