ATRIBUTO

10/01/2013 21:46

 

 
 
Quando tuas taças de ira se derramarem sobre a terra,
 
Eu quero estar bebendo da tua graça.
 
Quando a tribulação começar,
 
Quero estar na dispensação do teu amor.
 
Quando os ímpios começarem a ser abatidos,
 
Quero estar envolvido pelo teu favor.
 
Nisto é conhecido sua Misericórdia.
 
 
 
Que teu sacrifício seja a força motriz do meu viver.
 
Que eu viva apenas para promulgar este amor.
 
Não que de fato consiga,
 
Pois muito falho sou.
 
Nisto é conhecido tua longaminidade.
 
 
 
Quero estar próximo ao nascer da fonte,
 
De onde teu ser flui.
 
Que possas fluir em mim também, Oh Senhor.
 
Sabendo que nada disso mereço,
 
Nisto é conhecido sua Graça.
 
 
 
Agora, dentre seus atributos que todos poderão ver,
 
Oh Eterno,
 
Existe um que está guardado a muito,
 
Sua virtude em julgar.
 
Prepara-te, oh minh’alma.
 
Para encontrardes com Aquele que te conhece até o âmago do ser.
 
Aquele que sabe de todas suas mazelas.
 
Aquele que sabe a intenção de todas suas ações.
 
Nada se pode esconder Dele, pois nada lhe passa despercebido.
 
Ele tem sabedoria para fazer as perguntas,
 
E já sabe as respostas.
 
Nisto é conhecido tua Justiça
 
 
Voltar