Entrevista com Marly Caldas

29/06/2012 10:31

   Mulheres do PT na política de Várzea Paulista ! 

 

   O Blog visitou e entrevistou a empresária Mary Caldas, proprietária da empresa Caldas Contabilidade, atual integrante do grupo feminino que incentiva e defende a participação da mulher na política de cidade.

    Fazendo parte da executiva do Partido dos Trabalhadores como segunda secretária, atualmente 2ª, tesoureira, e inspirada na presidente Dilma, com apoio e incentivo do irmão Valdemir Caldas que a preparou no aprendizado político, inicialmente, em Janeiro/2012, Marly colocou seu nome para disputar a Prefeitura, optou a seguir para ser vice do candidato oficial do governo municipal, mas que abriu mão em prol da unidade do partido.

                                                      Vejamos o que ela tem a dizer:

 

1 – Como você observa Várzea Paulista como cidade hoje, em 2012?

      Vejo um avanço extraordinário, tanto nos investimentos públicos quanto nos privados, a cara da cidade mudou significativamente nesses últimos sete anos. Há 32 anos morando nessa cidade, nunca vi tantas coisas acontecendo. Essa obra do rio Bertioga, no aporte de 11 milhões vai ficar maravilhosa, do outro lado da cidade havendo um pacote de obras onde irá asfaltar 27 ruas numa mesma pegada é algo inimaginável em administrações anteriores. Do lado da iniciativa privada, me parece haver uma confiança enorme na atual administração, o parque industrial tem crescido assustadoramente, cada vez mais empresas se instalando na cidade e cada hora um estabelecimento comercial novo. É visível aos olhos de todos construção de torres de moradias por todos os lados da cidade, um empreendimento gigantesco está sendo feito na entrada da Avenida Bertioga, sem contar a perspectiva da construção do nosso primeiro shopping. É de imaginar a apreensão do empresariado no processo eleitoral que se aproxima. Imagina aparecer como eleito um prefeito corrupto ou um lunático inexperiente, ambos sem capacidade técnica e sem relacionamento junto ao governo federal para buscar recursos para a cidade. Será o caos de verdade.

 

2 – Qual sua avaliação geral da Administração Pública da cidade?

      Com o advento da reeleição, qualquer avaliação administrativa, necessariamente deverá ter como parâmetro administrações anteriores, onde podemos denominar um ciclo, ou seja, pega os dois mandatos do prefeito Eduardo Tadeu Pereira, e comparamos com o ciclo formado pelo dois mandatos do prefeito anterior, o então candidato do PSDB, fazendo por temas, embora devo ressaltar minha falta de domínio dos dados por ter acompanhado ambas administrações a uma certa distancia.   

   Avaliarei naquilo que meus olhos vêem.

    1- Saúde: Tínhamos no ciclo anterior um hospital privado, cujo funcionamento deficitário, para não dizer um “deposito de pombas”, hoje a cidade tem um hospital municipal com atendimento satisfatório, cabe melhora, contudo o avanço foi astronômico. As unidades básicas não têm como avaliar, está distante dos meus olhos, mas me recordo bem de um terreno na avenida Pacaembu onde fora queimado destroços do que seria uma creche, hoje há uma bela unidade básica de saúde.

    2- Infra-estrutura: Pavimentação, o ciclo anterior, terceirizou sua obrigação para uma empresa de nome Itatibense, que recebeu o dinheiro do asfalto dos moradores e não realizou os serviços, dando calote em muita gente, o atual ciclo não só corrigiu essa monstruosidade como asfaltou dezenas de ruas, nesse momento têm 27 ruas nos jardins Américas sendo asfaltada simultaneamente. A Duque de Caxias divisando com Campo Limpo é o exemplo mais claro dessa comparação.

    3- Falta d’água: No ciclo anterior faltava-se água praticamente em todos os bairros da cidade, no atual ciclo não ouvimos falar em falta d’água, quer dizer só nesse aspecto, sua propriedade com certeza valorizou em mais de 30% num só ato.

    4- Confiança na cidade: No ciclo anterior o empresariado tinha medo de investir seu dinheiro em Várzea, nesse atual ciclo administrativo foi observado um canteiro de obras ininterrupto durante esses 8 anos. Temos Hotel, em breve um Shopping Center, o Chácara Mall com o Habib’s, Investimento da F.A. Oliva, outra agencia do Banco Itaú, talvez uma outra agencia da Caixa Econômica Federal, isso é acreditar na cidade.

    Obs.: Vejo hoje as crianças nas escolas municipais, para quem tem a dispensa cheia não consegue entender a diferença que faz a criança receber na escola uma merenda de boa qualidade, arroz , feijão, legumes e carne, sem contar o uniforme e o material escolar totalmente de graça.

 

3 - Quais os pontos fortes da Administração Pública, e quais tem a desejar?

     Honestidade passou a ser um atributo fundamental na figura do administrador, deveria ser obrigação, mas dado o grau de malandragem na política passou a ser atributos, nunca ouvi um sussurro que macule a imagem do prefeito Eduardo e do PT, ainda mais se compararmos com o que ouvíamos no passado dessa cidade. Vejo o social muito avançado, milhares de beneficiário da bolsa família, convênio cidade - governo federal, esses projetos faz com que não tenhamos crianças pedindo esmolas nos semáforos. A participação popular foi muito boa, o orçamento participativo é algo impressionante, a cidade avançou muito. Um ponto que acho brilhante nessa administração é a percepção do clamor da população, se o povo clama por água, todo esforço para não faltar água, se o povo clama que a cidade está esburacada, todo esforço para tapar os buracos, se a cidade clama q tem enchente, todo esforço para não se ter mais enchentes, etc.. esse link povo- administração é maravilhoso. Quando que o povo foi ouvido nas administrações anteriores?

Como empresaria, vejo a necessidade agora de uma atenção especial ao centro da cidade, ao comercio. Já cuidamos do social, reduzimos a violência, resolvemos os problemas dos buracos. Agora a população tem todas as condições necessárias para estimular o consumo local, e fomentar nosso desenvolvimento econômico. A implantação da NF e de Serviços já aponta que a administração esta na direção certa.

 

4 – Como cidadã, quais suas expectativas para a cidade no próximo governo a ser eleito em outubro/2012 ?

      Minha expectativa e de que o próximo governo possa construir mais um viaduto para aliviar o trânsito e isso só será possível via Ministério das Cidades ou Ministério do Turismo, esse será o presente que espero da presidente Dilma para minha cidade, exatamente por isso que irei votar em quem é próximo da presidente. Manter a cidade cuidada e fazer uma ou duas obras de grande vulto como o viaduto já dito. Espero sinceramente que isto esteja no Plano de Governo do companheiro LULA Raniero.

 

5 – Qual sua participação política e social na cidade ?

      Faço parte da executiva do PT a mais de 05 anos. Gosto. É fascinante ser petista! Com todo respeito aos outros partidos, ainda não existe no Brasil nada parecido com o PT. Quando tem oportunidade de mostrar faz bonito; participo religiosamente na Paróquia Nossa Senhora da Piedade, faço parte do Conselho Administrativo e participo também do Rotary Club de Várzea Paulista.

 

6 – Sugira 3 prioridades sociais para a cidade, que a ser ver são fundamentais...

     Tenho dificuldades em apontar o que é fundamental, o fundamental acaba sendo de um subjetivismo atroz. Mas vejo a necessidade da cidade dar um amparo maior aos moradores de rua, me incomoda não termos uma casa para acolher esses irmãos nessas noites frias, onde eles possam tomar um banho quente e se alimentar como qualquer cidadão normal e no dia seguinte dar uma escova de dentes nova, acompanhado por um belo copo de leite e deixarem eles seguirem a vida no seu dia a dia, mas iam sabendo que alguém os ama. Algo também que me incomoda muito é a situação daqueles travestis ali entre a Elequeiroz e a CPM, fico cá sem saber se é meio de vida ou de ganhá-la. Mas não deixa de ser constrangedor. Por ultimo gostaria de ver implementado em Várzea o projeto da presidente Dilma, BRASIL CARINHOSO, como será gostoso saber que em nossa cidade foi erradicada a miséria.

 

7 - Opine sobre um tema de seu interesse, e que possa ser útil à comunidade.

      Várzea precisa aproveitar o relacionamento com o governo federal e trazer para a cidade um campus de universidade federal, sobretudo que tenha entre seus cursos o de medicina, com 50% das vagas reservadas para alunos que venham de escolas públicas. Nossa sociedade está refém dos médicos, ou pelo menos a maioria deles. Seus juramentos não tem sido levado à sério. A medicina hoje não é mais um sacerdócio como antigamente, daí a necessidade de se ampliar o maior numero de vagas possível, sem comprometer a qualidade. Nessa linha, acho que contribuiria e muito para solucionar o caos na Saúde. Mas esse curso tem que chegar aos filhos dos operários, não somente aos mais privilegiados.

 

 

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP