Luiz Ferreira, Hulk, o vice do Lula - PT !

14/07/2012 10:50

   O Blog foi conhecer e conversar com o vice do Luiz A. Raniero, Lula, que nos recebeu com muita descontração e boa vontade, bom humor e desprovido de reservas, confirmando o que dizem de sua notável seriedade, simplicidade e facilidade de diálogo !

   Luiz Ferreira da Silva, 51 anos, casado, um casal de filhos, 2º grau completo, morador a 32 anos no Jardim Paulista, e atualmente residente a 1 ano no Jardim América IV. Aposentado pela Krupp há 13 anos, dedica-se a política e ações sociais desde o ano de 2000, e é o atual presidente do PTB.

   Vejamos a entrevista:

 

1 – Como chegou a ser indicado vice na chapa do PT ?

      Havia expectativa de minha parte, mas havia também a dos outros concorrentes. Após muita negociação, particularmente por parte de um dos mais interessados em compor com o majoritário, e momentos antes do início das Convenções, por volta das 17:15h do dia 30/07, fui chamado pela coligação e convidado, por consenso de todos os partidos, a ser o vice indicado para compor com Lula a chapa do PT.

     Evidente que fiquei muito feliz por ser o indicado, mas não diria que foi uma surpresa, mas o resultado de um trabalho de dedicação de 8 anos na política, de forma transparente e consciente das responsabilidades como representante público. Certamente pesou na escolha a simplicidade, facilidade e respeito no relacionamento e trato com as pessoas, perfeitamente visto e reconhecido nestes 8 últimos anos pelo nosso trabalho social na região norte da cidade.

 

2 – Já teve alguma participação ativa no governo municipal ?

      Participei sim, fui Secretário Adjunto do governo municipal desde 2008, me afastando em abril para ter a oportunidade de concorrer nestas eleições 2012.

      Também fui vereador de 2000 a 2008, dois mandatos, atuando na Câmara em favor de toda a população, com enfase nas mais simples, humildes e carentes da região em que resido.

 

3 – Quais suas expectativas como candidato a vice-prefeito ?

      Como sempre venho fazendo, mas certamente com mais possibilidades de trabalhar mais diretamente nos aspectos sociais que atenda a população no que diz respeito a melhores condições de vida das pessoas mais humildes, sem deixar de atender também toda a sociedade sem distinções. Todos merecem atendimento e oportunidades, sem exceções. Estarei o mais próximo possível das pessoas, de qualquer credo, cor ou condição social, e farei o que estiver ao meu alcance para atender indistintamente a todos.

      Entre os projetos a serem implementados está a que atende diretamente a ação social, indispensável e fundamentalmente necessário e inadiável, particularmente na questão da saúde em geral.

 

4 – Qual sua relação com o candidato a prefeito ?

      Muito boa e tranqüila ! Existe plena sintonia nos projetos e Plano de Governo.

 

5 – Como vê a mulher na política ?

      Como necessária. Tenho a expectativa de que sejam eleitas vereadoras para a Câmara em número significativo. Por outro lado, é de muita importância que participem do governo municipal, e isso faz parte dos projetos da coligação e do futuro governo!

 

     Comentários finais:

     Entrei na política devido a um sobrinho sofrer de distrofia muscular. Sendo uma pessoa comum preocupada com os problemas comuns das pessoas da região em que moro, não participava da política e era leigo nesse aspecto.

     Por volta de 1997 precisei de ajuda para o sobrinho, e fui buscar ajuda nos órgãos públicos da cidade com ele nos braços, mas não fui bem recebido e até mesmo destratado por alguns funcionários da época. Muito chateado, e de certa forma revoltado, foi quando então me decidi a entrar na política para tentar mudar esse estado de coisas.

     Fui procurar inicialmente o PV, mas não consegui falar com ninguém que pudesse fazer minha filiação. Então, indicado por um amigo, fui no PSD e ali fiz minha filiação. Isso feito, comecei a participar das reuniões e em 2000 me candidatei a vereador, sendo eleito para representar minha região na Câmara Municipal e, deste momento em diante, passei a ter atuação mais direta e abrangente junto aos moradores, desenvolvendo um forte trabalho social que hoje é copiado por outros.

 

 

Voltar