105 - OPOSIÇÃO CONSCIENTE EM V.PTA.

20/11/2012 06:28

   Convidamos Gislaine P. Oliveira a escrever para o Blog comentando como observa o cenário político de Várzea Paulista. Atendendo nosso convite, ela o fez com o objetivo de sensibilizar as pessoas de forma a ser criado um grupo de oposição voltado a apontar e sugerir soluções aos problemas existentes na cidade de forma objetiva, sem tantas conversas e desconversas... pessoas que vão a fundo em suas abordagens, comentários, decisões, e responsabilidades.

   O objetivo principal deve ser o apresentar pauta em reuniões e levar ao presidente da Camara Municipal, sempre um dia antes, para que eles abram espaço para apresentação do problema e eles da solução.

 

    OPOSIÇÃO CONSCIENTE EM V.PTA.

     Texto de Gislaine Pinto de Oliveira

    Rui Barbosa escreveu:

   “As leis são um freio para os crimes públicos - a religião para os crimes secretos”.

   Diante dessa frase me coloquei a pensar, ainda que haja quem discorde de algumas das minhas opiniões, da minha ideologia ou preferência política, e poderão conhecer meu espírito público, minha capacidade de trabalho, minhas obras, meu comportamento ético, minha experiência, e o meu comprometimento com o que acredito ser essencial ao bem comum.

   A tempos temos vislumbrado em nossa cidade a banalização do dinheiro público, sendo mau empregado, sabemos que as coisas estão erradas mas insistimos em afirmar que as coisas estão boas. “pura hipocrisia”

   Seja pelo comodismo, seja para não criarmos inimigos, estamos sempre, atraindo pessoas com os mesmos ideais e sintonias para nossas vidas.

   Mas acabo de chegar a uma conclusão demasiadamente perigosa para o ser humano. Conclusão esta que me leva a pensar seriamente as relações que aqui estou envolvida com os demais humanos e comigo mesmo, pois não vi preocupação das nossas autoridades em querer acabar com a falta de segurança, com a corrupção, com a educação capenga que temos, como tantas outras mazelas que nos assolam.

   Percebo comemorações falsas, discursos vazios. Por trás da farsa uma situação boa!

   Um circo armado e um grande cenário para simular um amargo faz de conta.

   Ser oposição passa a ser uma condição necessária. "OPOSIÇÃO” para fiscalizar e cobrar o que for contrário e desfavorável aos munícipes e à cidade. E como oposição, precisamos provar competência e adquirir o respeito, esse é o primeiro desafio a ser enfrentado e consolidado.

   Se conseguirmos fazer isso abriremos espaços para uma intervenção externa capaz de decidir os conflitos, pois somente assim diminuiremos as formas de desequilíbrios políticos que ocorrem de forma tão natural.

   Conclamamos a militância social a se mobilizar em defesa das nossas necessidades e apreensões, a fim de tornarmos uma força cada vez mais forte e democrática, vinculado somente às lutas sociais, um oposição que possa estar realmente comprometida com as transformações em favor da igualdade social, combatendo assim o autoritarismo centralizado e arbitrário instalado em nosso município que se desenvolve na novela da vida real.

   Vamos seguir a ordem lógica dos problemas e terminar buscando o bem comum com a solução definitiva ao problema apresentado.

   Esse é o primeiro passo, buscar pessoas comprometidas com a verdade e com o interesse social e local. Independente da ideologia ou preferência política.

 

 

Voltar