Os Católicos na Internet !

16/07/2012 09:44

OS 10 MANDAMENTOS DO CATÓLICO NA INTERNET !

 

Adaptado da Fonte: http://sedevigilantes.blogspot.com.br/2011/02/10-mandamentos-do-catolico-na-internet.html

 

Muito atuantes na Internet em vários Sites e Redes Sociais, com destaque para http://www.catolicanet.com, os católicos publicaram os 10 mandamentos do católico na internet:

 

1) Lembre-se sempre da superioridade do mundo real sobre o mundo virtual.

     Se você está gastando mais tempo interagindo com as pessoas através da Internet do que no mundo real, então você precisa limitar drasticamente a sua atividade online. Deus nos fez seres físicos e não podemos substituir a interação física pela interação virtual. Não é a mesma coisa. 

 

2) Sua salvação é mais importante que sua participação na Internet.
    Se frequentar a rede social, blogs e sites perturba a sua paz e deixa-o ansioso, menos caridoso e/ou descortês para com aqueles ao seu redor, você deve simplesmente parar. O melhor é simplesmente sair.


3) Nunca diga qualquer coisa na Internet que você não diria pessoalmente.
    Esta é uma sugestão bastante comum, mas é muito verdadeira. Se você não é capaz de ofender alguém pessoalmente, não faça isso pela internet (e se você é capaz, talvez você precise ver o seu confessor). 

 

4) Não escreva nada com raiva.
    Se você escreve um post ou comentário em rede social com raiva, não se esqueça de visualizá-lo antes de postar. Em seguida, exclua-o.


5) Não enquadre as pessoas.
    É muito fácil estereotipar as pessoas que se você "encontra" na Internet. Se alguém diz que gosta da Missa tradicional, não pense que ele é um "bravo Tradicionalista".  A verdade é que a maioria das pessoas não se enquadra facilmente em categorias. Pode-se encontrar uma pessoa na internet que  gostava da missa carismática, mas também apoiar políticos liberais. Lembre-se de somente debater argumentos reais levantados, não posições que você assume que a pessoa tem. Não pense que você realmente conhece pessoas que você só encontra online. Você não conhece.  

 

6) Tome pelo menos um dia de folga por semana da Internet.
    Preferencialmente domingo. Lembre-se que o homem não foi feito para a Internet, mas a Internet para o homem. Se você acha que precisa estar na Internet todos os dias, então você está mostrando sinais de um vício perigoso. Isso não é saudável, mesmo que os sites que você entre não sejam em si prejudiciais. 

 

7) Sempre assuma as boas intenções dos outros.
    Se alguém escreve algo que pode ser interpretado de várias formas, analise a melhor interpretação. Inúmeros exemplos de pessoas que fazem um comentário, são mal interpretadas e atacadas, em seguida, uma discussão prossegue, até o retorno do autor que então escreve que nunca pretendeu dizer aquilo do qual o acusam. Escrever é uma tarefa difícil, e muitas vezes o que escrevemos não é exatamente o que queremos dizer. Dê às pessoas o mesmo benefício da dúvida que você deseja receber. 

 

8) Lembre-se quem é o verdadeiro inimigo.
    Aqueles que fazem coisas que promovam o seu reinado são escravos do mal, e nosso dever é, não tentar derrotá-los, mas emancipá-los e ajudá-los a se tornarem filhos do verdadeiro rei. Sim, devemos resistir ao mal em todas as suas formas, mas aqueles que defendem o mal devem ser convertidos, não conquistados. 


9) Lembre-se que Deus resiste aos soberbos.
    Mesmo quando eles estão certos. Na internet você encontra pessoas em todas as fases da vida espiritual. Muitos não sabem o básico sobre a Fé e ainda assim discorrem a respeito dela. É fácil olhar para eles como o fariseu fez com o publicano. Em vez rapidamente dizer-lhes como eles estão errados, primeiro faça uma oração por eles e, em seguida, gentilmente leve-os a uma compreensão mais completa da verdade. Uma réplica arrogante não vai levar a nada, só mais longe de um entendimento ortodoxo da fé. 


10) Não visitar apenas sites católicos.
    Às vezes, nós católicos vivemos à margem, completamente excluídos das pessoas de fora da Igreja. E, às vezes, parece que estamos fazendo isso na Internet também. Só entramos em sites, blogs e redes sociais (e, geralmente, apenas aqueles com cujas opiniões concordamos), o que nos dá uma visão desequilibrada do mundo. Passar bom tempo visitando sites e blogs de apologética protestante, é uma experiência muito proveitosa. Não só ser capaz de defender e explicar a fé católica a muitos que nunca ouviram falar nela, mas também aprender muito com os protestantes e aprimorar suas habilidades apologéticas. É óbvio que não devemos visitar sites imorais que possam levar-nos a ocasião de pecado, mas devemos ser sal e luz na internet e levar o Evangelho de Jesus Cristo para todos os cantos do mundo virtual.


 

Voltar