93 - PCdoB NA OPOSIÇÃO EM VÁRZEA PAULISTA

01/11/2012 14:35

   Sem problemas de fragilidade de comando e/ou de coordenação interna com suas discórdias inerentes, mas com alguns ciúmes camuflados e outras controvérsias disfarçadas, o PCdoB em Várzea Paulista tem conduzido a unidade do partido e suas alianças com consistência e equilíbrio.

   Por um momento, que quase passou desapercebido, um dos partidos coligados, o PSL, esteve por colocar a coligação a perder. Esse partido só não foi “tomado” por uma outra porque a “conta” da regularização era alta, e também porque o jurídico do PCdoB, alertado da situação irregular no TSE, tomou as devidas providencias, mesmo porque o presidente do mesmo não dava a devida atenção ao partido e não cuidou dos requisitos mínimos de manutenção da legenda na cidade, e ainda foi visto todo faceiro em bastidor adversário congraçando com os “amigos”. Algo nos diz que a atual comissão provisória do PSL irá mudar.

   Não se ouviu comentários sobre candidatos da coligação trapaceando na expectativa de se garantir no novo governo eleito, pedindo votos para o candidato adversário. Não, nisso o PCdoB, por si só, mostrou sua unidade consolidada enquanto partido. Essa a pérola e o patrimônio da legenda em Várzea Paulista, vista também em Jundiaí.

   Não venceu as eleições, mas o valor intrínseco do PCdoB está no projeto cuidadosamente construído para a cidade e para a população de Várzea Paulista, e é esse o maior mérito da campanha a ser valorizado por que já está lapidado e tem brilho próprio. Não deve ser colocado “à venda”, e sabemos que não será. 

   Mas, oras, isso não significa que o PCdoB não teve falhas de campanha, teve sim e não foram poucas, e também não significa que isso tenha feito com que perdesse as eleições. Não, o projeto político do PCdoB é mais abrangente e de médio prazo, voltado para 2016, via 2014. E, o melhor, o PCdoB foi eleito em Jundiaí e vai assumir o poder dia 01.01.2013, e é mais que evidente que dará o suporte ao PCdoB de Várzea Paulista nos próximos anos, e certamente dará carona também ao PT local através do vice.

   Ditas as considerações acima, a pergunta aqui é: o PCdoB será e/ou fará oposição ao novo governo de Várzea Paulista ?

   Bom, eis aqui uma questão a ser avaliada e abordada corretamente, e dentro dos moldes do partido.

   Apesar das persistentes investidas do novo governo, o PCdoB, na figura do Jr. Aprillanti, não tem cedido, e nem vai ceder ao contínuo “canto da sereia” do PV, que quer porque o quer no governo. Até mesmo a oferta de uma irresistível “super-secretaria” para o partido, com amplos poderes, foi recusada. O PCdoB sabe o que quer, e porque quer.

   O PCdoB hoje tem uma postura de oposição com relação ao governo do PV, uma oposição não sistemática, aventureira ou antidemocrática. Tudo que for do interesse da população o PCdoB deverá apoiar, mas o que não for e o que não for cumprido na proposta de governo do PV, vai estar ao lado da população, como sempre esteve, cobrando e dentro das possibilidades de Partido Político fiscalizando as ações do executivo.

   Portanto, o PCdoB é oposição sim. Não era para ser diferente. Deverá ser uma oposição independente, sólida, consistente, e com luz própria, ainda mais que tem o apoio de Jundiaí e representação Estadual e Federal de peso.

   A população de Várzea Paulista vai ter a grande oportunidade de comparar o novo governo do PV na cidade com o novo do PCdoB em Jundiaí.  

 

 

 

Voltar