V.PTA.: PALESTRA SOBRE O CANCER DA MAMA

16/10/2015 09:09

  Sob a coordenação da dra. Monica Carvalho, da Secretaria de Saúde aqui de Várzea Paulista, foi realizada a palestra sobre a questão do câncer de mama na Câmara Municipal ontem, 15/10 - 18:30h, dentro do cronograma de atividades do Outubro Rosa 2015. O palestrante foi o dr. Marcelo Cezario, especialista em mastologia em Jundiaí, que abordou o  delicado tema com muita propriedade e sensibilidade, desde a pré-avaliação pessoal, detecção, medicina e tratamentos, cuidados até a recuperação no caso do surgimento do câncer.

   Na exposição, o dr. Marcelo apresentou breve histórico e evolução da medicina no combate ao cancer, sobre a importância da mamografia e os estudos de como o cérebro reage a diversos estímulos. A ciência médica, em suas pesquisas cientificas, constatou nos resultados obtidos que o que realmente dá satisfação e propicia a felicidade ao ser humano não é dinheiro, bens materiais e/ou poder, mas surpreendentemente é o APRENDER e SUPERAÇÃO. 

   Portanto, em sua avaliação,  ele diz que a religião e espiritualidade sempre afirmou ao longo dos tempos que  dinheiro e poder não proporciona felicidade e satisfação, e deixa claro que o que mais contribui para o sucesso e satisfação ao paciente com câncer de mama é a superação da doença. Explicou também que são vários os fatores que dão origem ao câncer de mama, e o que mais implica no surgimento da doença são os do psico-emocionais, e que é muito raro ser hereditário. 
   Segundo dr. Marcelo, quando o tumor a partir de uma célula doente, e dependendo da agressividade das células, entre 1 e 8 anos um nódulo de 1 cm de diâmetro chega a ter cerca de 1 bilhão de células doentes, e que aumenta se não for identificada e tratada. Para tanto, é necessário o exame de toque pessoal e a mamografia como meio preciso e seguro na detecção da existência do câncer da mama. Outro exame necessário para a mulher é o papa-nicolau. Em ambos os casos, os serviços públicos de saúde fazem os exames preventivos.

   Dr. Marcelo também explicou que a complexidade do tratamento do câncer de mama é sempre em função do estágio em que se encontra ao ser detectado, e que não dispensa assistência psicológica, principalmente quando for indispensável a retirada da mama se existir o risco de reaparecimento da doença.

   Quanto a cura total, segundo dr. Marcelo, não pode ser assegurada, mas que os cuidados e acompanhamento médico pós operatório evitam surpresas se acontecer de ressurgir. Os homens também estão sujeitos o câncer de mama. 

  Após a palestra, o dr. Marcelo respondeu questões formulados pelos presentes.

 

 

Voltar