A câmara municipal de Várzea Paulista deve votar hoje as Contas 2015 da prefeitura, REPROVADAS pelo TCE

03/11/2020

Então... está previsto para a sessão plenária de hoje na câmara municipal de Várzea Paulista, a votação das Contas 2015 da prefeitura, que foram REJEITADAS pelo TCE/SP, Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, por apresentar resultado financeiro NEGATIVO de R$ 40.615.614,67, ou seja: a prefeitura gastou mais do que arrecadou, principalmente com folha de pagamento de comissionados, segundo se comenta nos bastidores. Bom, no dia 25/08 a câmara adiou a votação dessas Contas 2015, que foi requerido por 6 vereadores da base aliada do governo municipal. Estão especulando se esse adiamento "estratégico" foi para ganhar tempo para que o governo conseguisse "negociar" os votos que faltam para a aprovação. São necessários 8 votos, mas parece que o governo conta como "certo" apenas 6 ou 7, do total de 11 vereadores. Portanto, o governo "precisa" dos 2 votos que faltam para que as Contas sejam aprovadas. Caso não consiga, as Contas 2015 serão reprovadas e o prefeito vai ter o ônus das consequências judiciais previstas em Lei, incluindo a inelegibilidade. 

Comentários nos bastidores, a menos de 15 dias das eleições 2020, indicam tensões aflitivas quanto ao pré-candidato do governo, que aparece em suspeição no suposto superfaturamento nas compras da Educação, já apontados nas várias Contas Rejeitadas deste atual governo municipal, bem como nos processos judiciais em andamento, sendo que o candidato e vice-prefeito, apoiado pelo governo municipal, já tem condenação judicial por improbidade administrativa. Portanto, os bastidores da câmara e da prefeitura certamente estarão com a faca nos dentes na sessão de hoje, para votação das Contas Municipais de 2015, cujo resultado deverá influenciar o eleitorado na escolha do sucessor para prefeito. As apostas nos bastidores e opinião pública é que o governo certamente não terá os 8 votos necessários para "aprovação", já que 4 vereadores são candidatos na base eleitoral do candidato da oposição. Ora, se as Contas de 2013 foram "aprovadas" pela câmara, que também estavam reprovadas pelo TCE, a expectativa hoje é de que as Contas sejam reprovadas. Pelo sim pelo não, o governo teria alguma "carta na manga" para conseguir aprovar as Contas 2015? Ou não? Oremos!