A “guerra” da manifestação 15/03 mostra pressão da “oposição”

Então... na "Batalha dos Bilhões do Orçamento" entre governo e congresso, a "polêmica" do presidente Bolsonaro ter compartilhado o vídeo de Olavo de Carvalho, parece tornar evidente que a "oposição (políticos pseudo-honestos e vários meios de comunicação afins), tenta de tudo, qualquer coisa, para disparar "avaliações" que tendem a depreciar o governo federal, ou melhor, continuam tentando fazer com que o Presidente da Republica seja como eles querem que seja: suscetível à vontade de uns e outros. É o que parece. Com isso, é inevitável que o general Heleno tenha plena razão no desabafo que fez ao usar a expressão popular "foda-se", que supõe-se referir a alguns políticos "vip" no Congresso Nacional, amplamente divulgada na tentativa de certamente constrangê-lo. Inclusive o editorial do O Globo se atreveu a publicar que Bolsonaro "atenta contra a Constituição", tal a intensidade dos ataques, e o Estadão quer que o presidente declare não apoiar a manifestação do dia 15/03. Ora, o Brasil é um país realmente democrático, e o que se vê nas declarações e comentários da "oposição" tem um "quê" (certamente explicável) que se esforça para ultrapassar a fronteira da sanidade em direção ao que querem de caos. Só que, antes, a "oposição" precisa conseguir impedir a manifestação do dia 15/03. Estão tentando, mas será que conseguem? Pelo sim pelo não, "guerra é guerra"... mas, quem quer dinheiro? É só uma pergunta de Silvio Santos nas tardes de domingo... Oremos!