Barbaridade “liliputiana” de vereador de Várzea Paulista?

Então... enquanto comentários injuriados correm soltos nos grupos whatsapp dos servidores municipais, depreciando um vereador que "fala demais", o Blog recebeu e-mail informando que o vereador supostamente teria dito na tribuna da câmara municipal que servidor publico é vagabundo, e que já tem servidor de carreira dizendo que vai processá-lo. O e-mail diz o seguinte:

"Bom dia,
Saiu comentário que o vereador falou na tribuna da Câmara que servidor público é vagabundo. Tem gente lá da prefeitura (servidor de carreira) querendo abrir processo contra o cidadão."

O Blog questionou o remetente se o vereador disse isso mesmo. O remetente respondeu:

"Pelo menos foi o que me disseram. Na verdade me perguntaram se era verdade. O amigo disse que foi dito na tribuna. Respondi que, se falou, ficou registrado. Pode ser boato, mas que tem gente querendo abrir processo, tem."

Bom, seria uma espécie de suicídio político se o vereador cometeu essa barbaridade "liliputiana", que pode ser entendida como insensata falta de respeito e desprezo pelo servidor público, segundo uns e outros. De qualquer forma, comentários estão circulando nos grupos whatsapp e bastidores do governo municipal,  até mesmo em grupos da opinião pública, especulando de quanto foi o tamanho do estrago nas pretensões de reeleição do vereador em 2020. Pelo sim pelo não, nem toda opinião de quem foi eleito para representar a população significa estar livre de responsabilização pelo que diz... o eleitor é o principal juiz. Oremos? Não carece, de jeito nenhum...