Câmara Municipal de Várzea Paulista em choque...

Na última sessão da Câmara desta última terça-feira, dia 22 de outubro, assistimos ao maior vexame no legislativo de nossa cidade dos últimos tempos, e talvez empate com a "cláusula" que permite lotes de 300m2 nos loteamentos do Mursa, incluído no projeto da câmara municipal que modificou o Plano Diretor do Município de Várzea Paulista em 2011. Hoje temos, de um lado alguns vereadores alinhados e aparelhados com o prefeito por casuísmo e conchavos, e do outro lado um pequeno grupo que luta para mostrar serviços no final de mandato.

A máquina é impiedosa e compra os apoios à preço de ouro, pago com o nosso dinheiro, exigindo lealdade de quem se vendeu para continuar se arrastando para chegar até o final desta gestão sem sofrer o merecido impeachment. O prefeito Juvenal e a maioria de seus "homens de confiança" estão atolados em processos na justiça, inclusive com processos em segredo de justiça e bens bloqueados, enquanto o povo sofre e grita por socorro, pedindo e até implorando aos nobres vereadores que apenas cumpram seu papel de fiscalizadores com dignidade, e estes virando as costas para a população. Um deles fazia parte do "grupo de oposição" até poucos dias, mas, de olho na reeleição em 2020, se bandeou com aqueles que há tempos vem, lamentavelmente, comendo na mão do prefeito desde o início da gestão.

Com os grandes escândalos de corrupção, amplamente divulgado na educação, infraestrutura, comunicação e saúde, os vereadores não tiveram o olhar fiscalizador no governo municipal, deixando a corrupção correr livre e solta. Foi preciso a população organizada tomar frente e acionar o Ministério Público e o Gaeco, para barrar os desmandos deste governo. Entramos com vários requerimentos e até pedidos de impeachment e Mandado de Segurança, mas nenhum dos vereadores sequer apoiou os munícipes nesta causa.

Depois de mais um pedido de socorro dos moradores, com um novo pedido de abertura de uma Comissão Processante para investigar o prefeito por desvio de conduta administrativa, já condenado pela justiça, 7 dos senhores vereadores novamente optaram por proteger o seu "senhor, já condenado", em desfavor do povo que lhes pagam seus bons salários mensais...

A tentativa de reeleição em 2020, fez com que 4 daqueles que não estão alinhados com o prefeito, "sacassem das suas mangas" a abertura de uma CEI, chamando-a de CEI da Saúde, para investigar aquilo que nós, os Xerifes da Saúde de Várzea Paulista, já fizemos em conjunto com a população em 2018, levando às autoridades competentes as devidas e cabíveis providências. Se, de fato, estes queriam mostrar serviços à população, porquê não abriram está CEI lá atrás, quando fomos até eles com os resultados de nossas investigações, inclusive fazendo uso da tribuna para denunciar em alto e bom som?? Apontamos várias irregularidades na gestão da Saúde, como também nas demais secretarias. Porque não investigam agora a questão da infraestrutura com o fatídico caso do cemitério, bem como os "remendos" e tapa buracos mal feitos em nossas ruas????

Ora, se é apenas para mostrar serviço, fica mais fácil seguir um caminho que já foi percorrido por outros...

Fica uma pergunta: o que a CEI pode "descobrir" além daquilo que nós e o Ministério Público/Gaeco já descobrimos e está sendo investigando???

Lamentamos as escolhas feitas na eleição passada, e alertamos nossos eleitores para prestarem mais atenção ao dar seu voto em 2020. Os eleitores conscientes merecem respeito, mas não aqueles que "vendem" o seu voto.


Obs.: A matéria acima é de inteira responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Blog Várzea Paulista