Chega ao fim o imbróglio da co-gestão Ingex/Vitale na Saúde Pública de Várzea Paulista

Então... parece que finalmente o imbróglio da criticada co-gestão da Saúde Ingex/Vitale chegou ao fim aqui em Várzea Paulista. Após as vistorias e diligências "in loco" nas empresas participantes, para avaliação de capacidade técnica e administrativa, a comissão de licitação se reuniu no dia 11/11 para julgamento e decisão da vencedora para co-gestão da Saúde. O Contrato é Emergencial para 6 meses, renovável. A decisão registrada foi em ATA, que pode ser conferida no link abaixo:

Portanto, a ISSRV, Instituto Social Saúde Resgate à Vida, foi a vencedora da Licitação na disputa com a Santa Casa de São Bernardo do Campo. Todas as questões do 2º envelope da ISSRV foram respondidas e deferidas pela comissão especial de avaliação. Já a Sta Casa, com 4 questões indeferidas pela comissão, foi desclassificada. Bom, agora o gestor público já pode deixar o governo com a "sensação" do "dever cumprido" nesta Licitação, que deve moralizar a co-gestão da Saúde por exigência do Ministério Público. É o que toda a cidade deseja, espera e precisa. Pelo sim pelo não, uns e outros questionam se, quando a ISSRV assumir a co-gestão, o imbróglio O.S. Vitale vai ser zerado ou o MP e Gaeco vai continuar a investigação do pagamento de propinas para os ex-gestores da saúde e da comunicação? Oremos?