Deputada Tabata Amaral assustando o PT e o PSDB

Nas desavenças com o PDT por causa do voto favorável à reforma da Previdência, Tabata do Amaral vem assustando o PT e o PSDB, que já pensam nas eleições municipais de 2020, conforme informa a Coluna do Estadão: "Apesar de Tabata Amaral (PDT) afirmar que não será candidata à Prefeitura de São Paulo, tucanos e petistas estão tremendo de medo dela, ainda mais após o mais recente movimento (e de grande visibilidade) da deputada: votar pela reforma da Previdência mesmo estando na esquerda. No PSDB, a leitura é de que Tabata caminha para ocupar o despovoado centro político, tão almejado por Bruno Covas. No PT, acham que ela pode ser uma opção para a juventude que não se contenta com o "Lula livre" e outras ideias que cheiram à naftalina".

Bom, uma eventual candidatura de Tabata à Prefeitura de São Paulo - que chegou a ser cogitada pelo PDT antes da polêmica em torno da Previdência - representaria uma ameaça real a petistas e tucanos. E tem mais... a conhecida língua nada sutil de Ciro Gomes criticando o episódio de ela ter votado a favor da Previdência, contrariando a orientação do partido, cria um cisma entre o PDT e Tabata. Mas Ciro foi além e atacou: "Tem aí o MBL. Por que ela não vai para o MBL?"

Claro, isso despertou ansiosas expectativas na concorrência para tê-la em seu quadro partidário que, inclusive, já se movimentam para conquistá-la. Por tudo isso, Tabata do Amaral seria a "vice dos sonhos dourados" de ambos os partidos para 2020. Na semana passada, João Doria disse que Tabata "é rosto, alma e coração do novo PSDB", certamente com o partido livre dos investigados por corrupção no quadro de filiados do partido.

Resumindo: Tudo indica que as raposas da velha política da esquerda (PDT e Ciro) estão tentando "sufocar" a nova política (Tabata), sob os olhares alarmados e apreensivos do PT e do PSDB.

Bom sinal dos novos tempos chegando!