Dicas para quem pretende ser candidato a vereador

Preparando-se para as próximas eleições, o candidato deve iniciar suas visitas aos eleitores, caminhadas nos bairros, reuniões, entrevistas e notícias dos pré-candidatos, logo no inicio do ano eleitoral, apresentando seus argumentos na expectativa de contar com votos. Todos criticam e apontam os pontos fracos dos adversários e tentam mostrar os seus pontos fortes.

Para quem está de fora fica mais fácil fazer observações, avaliar outras eleições, outros resultados, experiências, etc. Pode-se até dar sugestões e dicas para àqueles que estão entrando pela primeira vez em uma campanha e também para quem já é calejado. Se ainda é possível mudar alguma coisa na estratégia da campanha, aí vão 10 dicas para tentar acertar e se eleger.

1. Seja autêntico

Os eleitores são muito inteligentes, mesmo que não pareçam. E por isso conseguem intuir e perceber se o candidato é autêntico ou apenas oportunista.

2. Uma corrida eleitoral é como um jogo

Tudo se resume a um jogo de vai-e-vem. Ora se marca um ponto, ora marcam em você. O importante é o fim do jogo.

3. Trabalhe com os jornalistas para ganhar cobertura da midia

Trabalhe, ajude, alimente, seduza, conquiste, dê notícias. Os repórteres são os seus megafones. Eles vão garantir-lhe cobertura mediática e desta forma chega a muito mais potenciais eleitores. Use todas as Comunidades da Internet, mas com cuidado porque os eleitores não apreciam baixarias.

4. Peça ajuda a toda a gente

Qualquer campanha precisa de dinheiro para rolar. Por isso é importante angariar fundos. Mas não peça apenas àqueles que sabem que lhe podem dar alguma coisa. Peça a toda a gente. Pense que pode receber algo com que não contava. A campanha exige despesas. Basta mostrar as pessoas que não tem e mesmo se tivesse não iria gastar de qualquer jeito. Independente de classe social os eleitores aprovam e tem um bom conceito de candidatos que tem ideais e que não são esbanjadores de dinheiro.

5. Só ganha se pedir votos

Só se consegue ganhar uma eleição se pedir. Peça votos. Peça-lhe que lhes dispense tempo.

Diz um velho ditado que quem perde eleição em casa, jamais conseguirá se eleger, e isso é uma grande verdade! Por isso, os primeiros cabos eleitorais devem ser os familiares; visite seus parentes, tenha conversas francas sobre suas pretensões políticas; convença-os e motive-os para sustentarem sua campanha e não esqueça de dizer que, sem eles na campanha, esta será inviável, pois as pessoas têm uma tendência natural a abraçar uma causa quando são valorizadas.

6. Convença os indecisos

Dedique-se a convencer os indecisos em eleitores e em líderes que apelam ao voto em si. Já agora não perca tempo com aqueles que jamais conseguirá conquistar

7. Multiplique os contatos diretos e pessoais com os eleitores

Quanto mais falar e estiver pessoalmente com pessoas mais eleitores vai conseguir. Quanto mais pessoal for a conversa com cada um, mais efetivo será conseguir a confiança e o voto deles.

8. Repetir, repetir e repetir a mensagem outra vez

Exato: É a tática da fixação. Repetir quantas vezes for possível a sua mensagem. Para ficar no ouvido. Para chegar a pessoas que nunca o ouviram.

9. Crie e desenvolva uma mensagem que mobilize os eleitores

Qual é a sua frase-chave? Consegue ter eficácia numa conversa tão rápida como a de um elevador?

10. Escreva o seu caminho para a vitória

Um mapa ou um roteiro tem de ser escrito. Só conseguirá chegar à vitória se escrever o seu plano de batalha. Antes de escrever é só imaginação, mas escrito é um mapa de batalha.


Adaptação do texto de Elisa Pinheiro