Eleição do Conselho Tutelar de Várzea Paulista: desorganização total

Desorganização total... esse foi o termo mais falado na eleição para o Conselho Tutelar aqui em Várzea Paulista, no domingo, 06/10, na escola municipal João Aprillanti. Até os Guardas Municipais que ali estavam trabalhando estavam estressados com a muvuca formada na entrada da escola.

Com 18 candidatos habilitados para concorrer ao pleito, e uma organização muito malfeita para aqueles que ali compareceram para votar para o candidato de sua preferência, várias pessoas que sabem da importância desse Conselho, no atendimento de crianças e adolescentes para o equilíbrio da sociedade, ficaram contrariadas. No entanto, ao deparar com tamanha desorganização, muitos acabaram indo embora sem depositar seu voto nas urnas.

Não se sabe de quem é a responsabilidade por esses transtornos, mais ali ninguém estava fazendo favor à ninguém e sim prestando um serviço no processo eleitoral. Percebia-se a boa vontade de alguns trabalhadores no evento, mas prevaleceu o caos na má organização do evento. Como sabemos, o governo municipal NUNCA se preocupou de fato com órgãos sociais, incluindo esse, e, por isso, cabe à sociedade cobrar dos responsáveis, mais respeito com os munícipes.

Analisando a quantidade de votos obtidos pelos eleitos, tem-se a impressão que muita gente foi embora sem votar, prejudicando os candidatos e dificultando ainda mais o Conselho Tutelar. O governo deveria criar as boas condições e não dificultar o bom funcionamento de um processo tão importante como esse. Isso tem acontecido em todos os Conselhos municipais e as responsabilidades devem ser cobradas, pois do contrário, jamais teremos uma sociedade organizada em nossa cidade.


Obs.: A matéria acima é de inteira responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Blog Várzea Paulista