Porque a prefeitura está retendo projeto de lei que favorece a população?

Então... como já abordamos aqui no dia 14/08, a câmara municipal de Várzea Paulista fez o projeto e enviou ao executivo, para conceder o aumento do prazo para pagamento dos impostos atrasados no municipio, de 36 para 60 meses, o que vai permitir aos devedores conseguirem parcelar seus impostos atrasados sem sufocar seu sofrido orçamento doméstico, principalmente, e o governo também a arrecadação aumentada com essa medida. Mas o "mal-estar", coisa de "ego ferido", aparentemente continua "dividindo" a banda dos vereadores que ainda defendem o empréstimo dos R$ 3 milhões solicitado pelo governo, dos que votaram contra. 

Como a prefeitura parece que está retendo este projeto que favorece a população, sob o pretexto de "avaliação" a quase inexplicáveis 60 dias, o que sugere uma aparente "briga-de-casal" entre a câmara e o governo que, "supostamente", parece querer "punir" os vereadores que fizeram esse projeto e votaram contra o empréstimo. Ora, se o prefeito quisesse, ele destravava esse "imbróglio. Porque não faz isso? E como fica a população, que paga os salários de todos os agentes públicos, incluindo o prefeito, gestores e vereadores, que nada tem a ver com essa "suposta picuinha" entre os poderes municipais? 

Pelo sim pelo não, a pergunta que circula nos bastidores e opinião pública é: "porque os poderes municipais parece não respeitar os interesses de quem lhes elegeu e pagam seus salários? Oremos... as eleições 2020 está chegando...