Escândalo com convênio médico dos servidores público de Várzea Paulista?

Então... como era óbvio, as queimadas deixaram de ser assunto público de militantes e afins, mas a chapa continua quente dentro e fora dos bastidores políticos de modo geral, e com a imprensa se esforçando para colocar todos na frigideira para terem o que falar, comentar, analisar, especular, esculhambar, etc., com a opção de, também, inventar assuntos... Dito isso, aqui em Várzea Paulista parece que persiste o "impasse" entre funcionários públicos e prefeitura, sobre convênio médico HPS intermediado pelo sindicato. Ora, a prestadora do serviço suspendeu o atendimento de consultas por falta de pagamento, e logo a prefeitura entrou no imbróglio  para se explicar divulgando um Comunicado informando que os repasses foram feitos ao convênio médico, e que estão em dia. Com isso, subentende-se que certamente tem boi na linha porque, se a prefeitura fez o repasse ao convênio, como assim as consultas foram suspensas? Segundo o sindicato, as consultas foram suspensos porque a prefeitura descontou o valor dos salários dos servidores e não fez o repasse ao convênio médico. Claro, tem os comentários venenosos circulando nos grupos whatsapp, entre os quais o de que o governo municipal perdeu de vez a vergonha e o moral interno ao se envolver até em escândalo com dinheiro de pagamento de convênio médico dos servidores. Pelo sim pelo não, e então sr. prefeito, se os pagamentos estão em dia, porque o Comunicado? A chapa está quente na prefeitura, ou não? Oremos...