Falta de gestão ou é incompetência mesmo no governo de Várzea Paulista??

O governo do Juvenal, iniciado em 2013, eleito com promessas de melhorar as condições de saúde do povo varzino, já está findando seu segundo mandato e até agora ainda não disse a que veio. Foi o governo mais corrupto e com maior número de processos por improbidade administrativa que tivemos; conta com desaprovação das contas públicas pelo TCE - Tribunal de Contas do Estado em 2013, 2015, 2016 e 2017, condenações na justiça, bens penhorados, gestores exonerados e até pedido de impeachment pela população. Nunca tivemos governo municipal tão mal falado nos meios de comunicação regionais, e até mesmo nacional com a visita da Polícia Federal e Gaeco em nossa cidade. Uma vergonha impar para nossos moradores.

Este desgoverno Juvenal não faz outra coisa a não ser propagandas mentirosas para enganar o povo varzino. São gastos e mais gastos com propagandas e, enquanto isso a população geme por falta de atendimento dignos nas UBSs e na UPA. Desde o início, lá em 2013 começamos à perder o pouco de qualidade que nos foi deixado pelo ex prefeito do PT. Nada de bom foi feito, apenas propagandas e roubalheiras, denunciada por nós, os xerifes da saúde, quando fizemos auditoria nas contas da gestão e que foi comprovada pelo MP e Gaeco. Também fiscalizamos e denunciamos as reformas doCaps, Ubs Vila Real, Ubs Popular e a vergonhosa condição das Ubs Alessandra e Santa Terezinha, onde até as servidoras foram humilhadas pela "mãe da petulância", a ex gestora que que teve até pedido de prisão pelo Gaeco por suspeita de receber propina da OS Vitale.

Este desgoverno, sem rumo, ainda não aprendeu a lição e continua com os mesmos vícios. Hoje, visitando as Ubs Popular e Marajó, deparei com situações vexatórias, humilhantes, onde sequer tem papel higiênico nos banheiros e copos para tomar água. Funcionários trabalhando em condições precárias e aparentemente exaustos. Pude constatar que a Ubs Popular que se encontra com as reformas atrasadas, atendendo com precariedade, sem médicos há mais de dois meses e os pacientes sendo jogados de um lugar para outro. A Ubs Marajó com super lotação e sem funcionários até para atender na recepção, precisando que as enfermeiras deixem de dar atendimento especializado, que é o seu papel, para atender balcão, uma vergonha.

Falta de gestão ou incompetência deste governo, que até hoje não disse a que veio?


Obs.: A matéria acima é de inteira responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Blog Várzea Paulista