Agente público estressado e irritado na UBS de Várzea Paulista

Então... mais um email recebido de agente publico injuriado com o governo municipal, que transcrevemos na integra:

"Quero compartilhar um episódio que ocorreu hoje na minha UBS. Hoje após o almoço foi um alvoroço na unidade. Uma correria só, um tendo que cobrir o outro para dar tempo do servidor ir "consertar" o atestado de frequência para que pudesse receber. Explico melhor: Um servidor da unidade "esqueceu" de preencher o horário da saída no seu atestado de frequência, e a última notícia foi que a Diretora de RH da Prefeitura iria descontar esse dia. Achei um absurdo e vou explicar o porquê.

A senhora diretora em questão é uma comissionada que tem uma união estável com seu chefe direto, ou seja, para começo de conversa nem poderia estar trabalhando com ele.

Segundo: Senhora (.....), se você não tem muito o que fazer, nós temos e muito. Fique sabendo a senhora que enquanto você fica brincando de trabalhar e se escondendo atrás do seu chefe, nós estamos dando a cara a tapa para dizer para a população que não temos medicamentos, não temos médicos e nem exames. Somos nós que temos que acalmar a população quando eles ficam bravos por incompetência de vocês. Se você quer tanto mostrar trabalho, comece por ajudar a fazer um concurso público para repor as centenas de funcionários que várzea perdeu desde que vocês entraram.

Outra coisa, você, que faz parte de um governo que está sendo investigado pelo GAECO, acusado de corrupção e formação de quadrilha, e está querendo descontar dias de trabalho de um trabalhador que não tem tempo de ir ao banheiro? Se meu colega se esqueceu de preencher a saída foi porque estava correndo para lá e para cá, trabalhando em pé por dois e até por três. Se ele se esqueceu, foi porque além de fazer o trabalho dele, ele precisa cobrir até a recepção. Enquanto você fica aí tentando mostrar serviço, te convido a vir nas UBS ver o caos em que estamos trabalhando. As UBS estão caindo nas nossas cabeças, paredes mofadas, janelas sem vidros, pombos invadindo as salas. Temos até que comprar água para bebermos. Enquanto você fica aí se escondendo atrás do seu chefe, nós temos que comprar até papel higiênico para usar.

Enquanto seu governo é acusado de desviar milhões da população, você quer descontar um dia de trabalho honesto porque ele se esqueceu de preencher corretamente uma folha?

Eu espero que o novo secretário não venha até as UBS pedir colaboração para que continuemos juntos, ajudando e blá blá blá, enquanto você quer descontar dias de trabalho de nós.

Digo mais: eu chamo todos os meus colegas e faço um desafio: chega de humilhação. Vamos nos unir e começar a falar todos os erros que vemos essa administração anda fazendo. Vamos colocar a boca no trombone. O Juvenal não é o espertão querendo descontar nossos dias? Vamos começar a falar tudo o que a gente sabe. Vamos nos unir... juntos somos mais fortes. Ele quer travar uma guerra com nós servidores? Então vamos para o embate. Com nossos salários não se mexe!!

Você, colega, que não tem esposo secretário e precisa levantar cedo para trabalhar todos os dias, vamos nos unir! Nós não devemos nada para eles. Que tal começarmos a questionar ao senhor prefeito, do porque ele permite que sua diretora seja subordinada a um secretário companheiro seu?

Se é para orarmos, que seja do jeito certo!!

Já estamos cansados de tanta humilhação e perseguição!

ESTAMOS DE SACO CHEIO."

Então, quem escreveu está muito zangado e irritadíssimo, não está? Oremos, do jeito certo, como sugerido...