João Doria, mestre da esquiva e o “suposto” pedófilo no governo municipal de Várzea Paulista

Antes da abordagem do que rola intensamente nos grupos de whatsapp sobre o "suposto pedófilo", que entendem ser gestor público do governo municipal de Várzea Paulista, temos que, segundo comentários nos bastidores e opinião pública, João Doria parece ser um expert em oportunismo e exímio "mestre" em se esquivar de responsabilidades, principalmente quando é questão sobre sua gestão de São Paulo, estado recordista imbatível em óbitos por Covid-19. 

Parecendo não ter qualquer explicação plausível, ontem Doria usou de apelo emocional para "contra-atacar" o presidente Bolsonaro, que respondeu aos jornalistas quando perguntado sobre as mortes, que perguntassem ao governador de SP, e aos demais governadores, o porque do número de mortes mesmo com a quarentena imposta nos estados e municípios, já que o isolamento foi decretado por eles com aval do STF, segundo avaliações diversas. Fica a pergunta: Doria não respondeu porque não sabe, ou porque simplesmente não é humilde o suficiente para admitir que pode estar equivocado com o decreto da quarentena? Hoje pela manhã o presidente Bolsonaro soltou o verbo e desabafou, chamando o governador paulista de "gravatinha fazendo politicalha", classificou a rede globo de imprensa "lixo",  desafiou" a "canetada" do ministro do STF Alexandre de Moraes no caso da nomeação do diretor-geral da Polícia Federal, entre outros comentários com seu jeito direto de sempre... o vídeo está na primeira página do Blog.

Quanto ao "imbróglio" do "pedófilo" circulando praticamente em todos os grupos whatsapp de Várzea Paulista há vários dias, trata-se de mais um escândalo envolvendo mais um gestor municipal aqui de Várzea Paulista. São muitos os escândalos, cada qual com sua particularidade: Bolsa Família, Cemitério, Merenda Escolar, Superfaturamentos na Educação, Propinas na Saúde e agora este de "suposta pedofilia", todos envolvendo gestores da administração pública, todos indicados pelo atual prefeito. Dizem que o "suposto pedófilo" é o gestor da Casa Civil, que "supostamente" cometeu imoralidades com 2 sobrinhos de sua companheira. Segundo comentam, ele mesmo admitiu em áudio que entrou sem roupas na banheira em que estavam as 2 crianças, também sem roupas. No áudio ele diz que não fez "nada de errado".

O caso está na Justiça a partir da denúncia apresentada em Boletim de Ocorrência por agente do Conselho Tutelar. O áudio era para estar em segredo de justiça no Ministério Público mas, ainda não se sabe como, "vazou", e que até um clipe com o áudio se espalhou nos grupos whatsapp, segundo comentários de uns e outros, dentro e fora do governo. Especula-se também que há um áudio do pai das crianças, mas o conteúdo é desconhecido. 

O gestor parece que ainda faz parte do governo municipal, está trabalhando "normalmente" e sua companheira, que estava lotada na Educação, foi transferida para a segurança pública sob a suspeita de que vai ganhar mais para garantir renda ao gestor no caso deste ser exonerado. Uma imagem da publicação no Diário Oficial de Várzea Paulista circula em praticamente todos os grupos whatsapp da cidade.

Ora, este atual governo demonizou o governo anterior do PT para conseguir vencer as eleições 2012, mas a cidade já se deu conta que o "deus no comando" do prefeito é quem deve estar produzindo os escândalos desde o início do atual governo, que não dá para esconder, nem fazendo e divulgando obras pela cidade. Outra questão para entrar na lista dos escândalos: estão dizendo n os bastidores e opinião pública que o prefeito relutou em comprar testes rápidos com a verba para combate ao Covid-19, quando teve a oportunidade e o preço era menor que R$ 100,00, para depois ter que pedir emprestado ao governo de Campo Limpo Paulista. Hoje o teste custa mais de R$ 200,00, e a previsão de entrega é para final de maio. E mais, a câmara municipal, que deveria representar o povo, o que tem feito além de continuar com o Faz-de-Conta que "trabalham" como vereadores? Para que servem, afinal? A opinião pública quer saber...