João Doria pegou o Covid-19, a “gripezinha” amenizada pelo dr. Drauzio Varella antes do carnaval

13/08/2020

O noticiário de ontem, 12/08, registra que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), testou positivo para a Covid-19. Doria, com 62 anos de idade, é do grupo de risco para a doença, mas informou que não tem sintomas e se sente bem. Também é um de 11 governadores a testar positivo para a doença no país, lembrando que na terça-feira, 11/08, o estado de São Paulo registrou o segundo maior número de mortes por coronavírus desde o inicio da pandemia. Com 298 novas mortes por coronavírus em 24 horas nesta quarta, o total de mortos no estado chegou a 25.869. O governador realizou o teste ontem à noite e o resultado positivo saiu na manhã desta quarta-feira, 12/08, e foi o sexto exame a que ele se submeteu. O secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn, informou que todos os servidores que estiveram mais de 15 minutos e a menos de um metro de Doria passarão por testes.

Em postagem no Twitter, Doria informou que "Hoje, quarta-feira, 12/08, acabei de receber o meu sexto teste da Covid-19 e este, infelizmente, foi positivo. Eu estou com coronavírus. Absolutamente, assintomático, me sinto bem, vou para a minha casa, vou seguir o protocolo médico, com a orientação do doutor David Uip, infectologista e integrante do comitê de saúde do estado de São Paulo. De lá, manterei a minha relação com todos os setores do governo de São Paulo, pelo Zoom, pelo celular, por vídeo conferência e vou seguir o protocolo da saúde. Durante os próximos dez dias, eu estarei cumprindo este protocolo. Aproveito para pedir a você que está na sua casa, se proteja, siga também os protocolos da saúde. Tudo isso vai passar, a vacina vai chegar e o brasil terá um novo momento livre do coronavírus. Até lá, temos que fazer este enfrentamento, seguir o protocolo e obedecer a saúde".

Como ficará ausente dos eventos presenciais, o vice-governador do estado, Rodrigo Garcia, abriu a entrevista coletiva do governo desta quarta, 12/08, reforçando que Doria está com o Covid-19 e assintomático. Além de João Doria, a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, também está em quarentena até sair o resultado do seu teste para a Covid-19. Em 13 de junho, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, também foi diagnosticado com a Covid-19. Antes disso, em 23/03, o dr. David Uip, então secretário de Saúde de S.Paulo, também contraiu o Covid-19 e se tratou com Sulfato de Hidroxicloroquina, conforme noticiado pelos meios de comunicação após ter sua receita médica, assinada por ele mesmo, divulgada depois que recusou dizer qual o tratamento fez para se curar.

Já há especulações se João Doria será ou não tratado com Hidroxicloroquina com orientação do dr. David Uip ou se, segundo uns e outros, irá testar a vacina chinesa, ou ainda se vai seguir as recomendações da OMS, aparentemente contraditórias, recusando tratamento com cloroquina porque não tem comprovação cientifica. Especulações à parte, o dr. David Uip declarou ontem, 12/08, em entrevista à CNN, que não vai divulgar o protocolo para o tratamento da Covid-19 do governador, ao dizer: "Não comento o protocolo que utilizo com meus pacientes", e "...que já existem opções bastante seguras tanto para quem apresenta sintomas leves quanto para os pacientes mais graves".