Lula preso, “Lula Livre” e “Lula absolvido”

Então.. começou com a pressão da militância em Curitiba para Lula não ser condenado, depois a "resistência" no sindicato dos metalúrgicos para não ir preso, depois a pressão da militância no TRF-4 em Porto Alegre, depois o acampamento da militância ao lado da sede da Polícia Federal em Curitiba com o mote "Lula Livre", que percorreu o mundo, seguido dos inúmeros e insistentes pedidos de habeas corpus e outros recursos para tentar anular a sentença, incluindo o sonho maior de ver Moro e Dalagnol presos. "Vendetta" à parte, agora temos o Lula rejeitando a prisão domiciliar por progressão da pena, por querer sair da prisão inocentado das sentenças. Com isso, o "Lula Livre" agora parece tomar contornos de ação política para constranger o judiciário, como já feito antes, para soltá-lo como ele deseja. Bom, como parece que não deu muito certo as "denuncias" das mensagens hackeadas no The Intercept, ainda mais com a PF desvendando as ações dos hackers, onde aparentemente foi descoberto mais contatos da Manuela D'Avila com eles, o mote de Lula "só saio da prisão se for absolvido" parece transformar o "Lula Livre" em um ponto político na curva, que se dissolve na "resistência do PT" para um novo "mote": "Lula absolvido". Seria uma estratégia adversa? Pelo sim pelo não, com tudo isso, o "imbróglio Lula preso" provavelmente deve render alguns impasses e prováveis revertérios, principalmente no STF... Oremos?