Movimentações “conspiratórias” nos bastidores políticos de Várzea Paulista?

Ora... aparentes sinais e movimentações "secretas" nos bastidores aqui de Várzea Paulista dão a entender, com a indefectível sutileza duvidosa da política municipal, que a teoria de conspiração para derrubar o atual governo pode não ser apenas teoria, que aparentemente começou na escolha da equipe executiva de governo em 2017 quando um convidado a cargo no 1º escalão rejeitou o convite do governo municipal reeleito, cujos motivos não são conhecidos. Até aí tudo bem, mas comentam que o "suposto" processo conspiratório teve início a partir de então. Segundo especulações, o governo propôs "apoio político" a alguns candidatos a deputado da cidade nas eleições 2016 para "deixar o governo em paz", entre os quais possivelmente o atual presidente da câmara municipal, que está analisando o Pedido de Cassação do prefeito arquivado pelo presidente anterior do legislativo. Comentam também que os neurônios dos que pensam ser "infalíveis estrategistas" da prefeitura estão em completa turbulência maquiavélica para tentar evitar o "pior", para eles, claro, nesta teoria que tem todos os ingredientes para mudar o governo com o impeachment do prefeito, vice e toda a equipe gestora... Ora, perguntam nos bastidores e opinião pública como deve se sentir um governo alvo de 3 Contas Municipais Rejeitadas pelo TCE (2013, 2015 e 2016), vários processos e condenações por improbidade, nepotismo, delação de gestores por corrupção na Saúde, etc, e à beira de um possível abismo e queda moral e política? Pelo sim pelo não, na contra-mão dos governos municipais anteriores, o que este governo está deixando como "legado" para a cidade? Oremos?