Não é nada bom trabalhar no governo municipal de Várzea Paulista?

Bom... o Blog recebeu mais um e-mail "controverso", mas com aparente consistência no conteúdo, sugerindo provável denúncia no tratamento que o governo municipal aqui de Várzea Paulista tem usado contra os servidores comissionados. Na abordagem, o remetente do email comenta que "não é nada bom trabalhar para o governo", que tem usado e descartado comissionados que não estariam trabalhando "adequadamente", e cita alguns que foram "fiscalizados" e exonerados pelo governo municipal. Cita também que alguns estavam em um suposto esquema de pagamento de horas extras, via memorando, no setor de logística dos motoristas de transporte, e ainda insinua que teria comissionados supostamente envolvidos em "esquemas" nas compras diretas e em Licitações. Comentam também sobre investigados em sindicância interna. Ora, o e-mail lembra os casos dos escândalos do Cemitério e do Bolsa Familia, que ainda permanecem sem solução e em segredo de justiça no Fórum. 

Entretanto, muitos comentários, desde o inicio deste atual mandato municipal na prefeitura, dão conta que o governo municipal tem tratado os comissionados com rédea curta, fazendo reuniões de tempos em tempos para reafirmar e condicionar os comissionados a seguir as ordens do governo sem muito questionamento, e até proibidos de criticar o governo sob pena de retaliação. Inclusive tem comentários de que alguns gestores "obrigam" comissionados a fazer serviço "voluntário" nos fins de semana para garantir o emprego. 

Bom, dizem nos bastidores que o discurso do governo para os servidores efetivos é um e para os comissionados é outro, em reuniões separadas, uma vez que os efetivos tem o emprego garantido por Lei, e os comissionados não. Entretanto, uns e outros garantem que os comissionados deverão trabalhar como militantes para o governo municipal nas próximas eleições, e sem remuneração. Pelo sim pelo não, é isso mesmo sr. prefeito? Oremos