“Novo AI-5” foi um recado do deputado Eduardo Bolsonaro para o dia das bruxas?

Então... a sequência de escândalos nacionais desde os eventos que culminou no impeachment de Dilma, nas implicações da Lava Jato na corrupção durante o governo Temer, incluindo Joesley Batista gravando Aécio e Temer, etc, se intensificando depois do evento da facada em Bolsonaro antes das eleições, que especulam se teria sido para impedir que fosse eleito, parece ter se juntado ao desespero daqueles que querem a qualquer custo desestabilizar o governo para tentar derrubar o presidente do cargo desde que assumiu em janeiro. Querem instalar o caos e depois tentar assumir o poder? É o que se comenta com preocupação constante nos bastidores sérios, que assiste no jogo do e pelo poder, uma espécie de esquizofrenia opositora para intentar contra Bolsonaro e sua equipe, seja secretaria de governo e/ou ministério, tentando encontrar uma forma de desaboná-lo. É tudo só por poder e dinheiro, ou tem mais? O que todos os políticos tem em comum? A suposta "proteção" do Judiciário aos "supostos" corruptos, onde até o STF concede habeas corpus a quem é preso por corrupção? Querem primeiro garantir a impunidade, e depois o poder? É só a esquerda que está envolvida em projeto de poder e impunidade? 

O episódio anterior ao atual foi a tentativa escandalosa e imoral de implicar Bolsonaro no caso da morte da ex-vereadora Marielle, que fracassou de forma vexatória ao se dissipar como fumaça de fogo de palha em menos de 12h, envergonhando a TV Globo em rede nacional junto com o governador do Rio, Witzel. O atual e novo "escândalo", e com a mais intensa reação "politica", é o comentário do deputado Eduardo Bolsonaro sobre um possível AI-5 se a esquerda tentar radicalizar para tomar o poder à força, como em 1964, o que parece missão impossível. O deputado se desculpou pela fala, mas acendeu o medo e pavor maior dos "políticos" que tem muito ou tudo a perder se o Congresso for fechado, incluído a imprensa da esquerda. Claro, a "oposição" quer aproveitar para tumultuar tentando cassar o deputado por essa OPINIÃO? Bom, as Forças Armadas certamente estão atentas porque, no fim das contas, o poder verdadeiro está com elas e, do jeito que os eventos escandalosos se sucedem, certamente devem ter o apoio da população para intervenção se for o caso... 

Pelo sim pelo não, o comentário do deputado foi um recado para o dia das bruxas, ou não? Oremos!!!