Prefeito de Várzea Paulista sofre mais uma derrota no processo dos DVDs superfaturados…

06/03 - Então... com o "deus no comando" e com o ditado "desgraça pouca é bobagem", o prefeito aqui de Várzea Paulista amarga mais uma derrota no seu currículo como gestor municipal... É o seguinte: Em decisão do dia 07/11, referente aos DVDs da Educação, o Relator Djalma Lofrano Filho negou provimento ao recurso de Agravo de Instrumento apresentado pela defesa, indeferido no ACORDÃO (vide no link abaixo) com a participação dos Exmos. Desembargadores Ricardo Anafe (Presidente) e Borelli Thomaz. Com isso, a Justiça parece indicar claramente que a "suspeita de corrupção" no caso dos DVDs não é para ser só uma mera suspeita... mas que tem muito a ser explicado até decisão em contrário, se houver. Ora, o prefeito postou na sua página do Facebook que vai recorrer mas, com o Agravo de Instrumento indeferido, a sentença de bens bloqueados, ou indisponibilidade de bens (questão de semântica), parece ser inescapável ter que devolver a diferença superfaturada de R$ 371.176,03 no processo de Dano ao Erário nº 1000269-36.2019.8.26.0655. Ora, a decretação de indisponibilidade de bens certamente é para garantir a devolução do valor superfaturado aos cofres públicos. Pelo sim pelo não, e agora sr prefeito, segundo uns e outros comentam nos bastidores e opinião pública, o "fim" está próximo? Oremos? Carece?