PT, PCdoB, PSOL e Rede tentando barrar a campanha anticrime?

Pois é... mal começou a campanha anticrime do governo federal e a esquerda já entrou com processo no TCU para suspender a campanha, conforme comentários do presidente Bolsonaro: "É chata essa vida porque a esquerda empilha você de processos e você tem que responder o tempo todo. Por exemplo, chegou mais um processo na minha mesa. Vou ter que suspender, junto com o Sergio Moro, a propaganda da lei anticrime. Quem é que promove isso daí? O pessoal da esquerda". Os deputados Paulo Teixeira, do PT, Orlando Silva, do PCdoB, e Marcelo Freixo, do PSOL, além do senador Randolfe Rodrigues, da Rede, assinam a petição. Claro, uns e outros perguntam quais os interesses da esquerda para suspender a campanha contra criminalidade, e quem ganha o que com isso? Também querem saber da "esquerda" quais são os princípios sociais, patrióticos, moralistas e de interesse legitimo da população, se estão parecendo proteger a criminalidade, crimes de políticos e, inclusive, "garantindo" a impunidade? Pelo sim pelo não, os bastidores e opinião perguntam que "esquerda" é essa na contra mão da justiça e supostamente a favor da criminalidade? Oremos... muito muito...