O que acontece em Várzea Paulista é mentira Terta?

Então... o governo municipal de Várzea Paulista está alardeando que "economizou 2,4 milhões" de reais com o congelamento de salários desde 2013, provávelmente para tentar "explicar" o "superávit" também alardeado em vários meios de comunicação, que os bastidores e opinião pública entendem como matéria paga para tentar "limpar" a imagem do governo em meio aos muitos escândalos que ele mesmo criou, protagonizou e continua protagonizando. Quais são? Repetindo os que todos já sabem: imbróglios do Cemitério Municipal, do Bolsa Família, delação que gestores da Saúde receberam propina da Vitale, Justiça condenando e indisponibilizando os bens do prefeito no caso da Licitação superfaturada e compra dos DVDs da Educação, os muitos inquéritos judiciais, etc, etc, etc.. Segundo uns e outros, é a estratégia para parecer um prefeito de sucesso, mesmo estando envolvido e enrolado em vários inquéritos e processos judiciais, e se mantendo no cargo com ajuda de advogados que "ninguém" sabe quanto custa e nem se é ele mesmo quem está pagando os honorários. Línguas muito afiadas nos bastidores e opinião pública comentam que nunca se viu nada igual na história de Várzea Paulista, ou seja um governo municipal com curriculum escrito com tinta, cores e sintomas que podem estar evidenciando "supostas" corrupções em todos os níveis. Também especulam porque o governo municipal não mostra à população o valor da "economia" ao não comprar medicamentos para as farmácia das UBS, também não mostram a "economia" na redução dramática a ponto de faltar material de limpeza e higiene nos serviços públicos e na manutenção das vias públicas, etc, etc, etc.. Para ficar bem claro o que a opinião pública e funcionalismo pensa a respeito, vamos transcrever uma mensagem recebida pelo Blog: "Bom dia. Ninguém está acreditando nisso aí. Quando houve a reforma administrativa extinguiram secretário adjunto e supervisor departamental. Criaram gestor executivo. Aumentaram o salário dos comissionados. Houve a redução salarial do pessoal que recebia adicional nível superior, além do fato de que não pagam fornecedores". Pelo sim pelo não, como dizia o personagem Pantaleão do Chico Anísio: é mentira Terta? Ou não? Oremos...