Resumo da sessão pública 102 da câmara municipal de Várzea Paulista, depois dos áudios “vazados”

Então... uma das pessoas que estavam presentes na sessão pública de ontem, 17/06, na câmara municipal de Várzea Paulista, informou via whatsapp que:

a) O único vereador que não compareceu na sessão foi o vereador Silso,

b) os vereadores que usaram a tribuna foram Giba, Nil, Pasqualino e Hulk para falarem sobre honra e honestidade,

c) que fizeram boletim de ocorrência por conta dos áudios que estão circulando, e que vão entrar no MP para descobrir quem está ofendendo a honra deles,

d) o vereador Hulknunca falou tão alto na tribuna para se justificar, dizendo que não ia se sujar por migalhas... sim, 150 mil de migalhas,

e) o vereador Weslen subiu na Tribuna exaltado, contrariado e irritado pelo fato do prefeito ter vetado, na integra, seu projeto de instalar câmeras de segurança nas escolas e UBS,

f) os vereadores Giba e Weslen bateram boca de novo, com Giba tentando desmerecer o projeto do Weslen, que visa a segurança nas escolas e UBS,

g) o vereador Juarez comentou sobre o projeto das câmeras nas escolas e UBS, dando grandes exemplos do porque o projeto de segurança é importante,

h) o vereador Paschoalino defendeu seu projeto para proteger o bairro do Mursa, criando um entrevero com o presidente do legislativo que retrucou,

i) o vereador Mauro não abriu a boca para nada, entrou mudo e saiu calado.

Sobre o empréstimo de 3 milhões: o projeto do prefeito ia ser lido e colocado em votação, mas o vereador Guilherme não iria fazer a leitura por ser considerado "vazio", sem nenhuma especificação, e pior, o projeto original foi "retirado" da câmara municipal pelo vereador Silso, que pegou o projeto original e levou para casa dele... O projeto estava pronto com todos os pareceres para ir para votação, mas como o Silso pegou o original, não foi possível fazer a leitura. Os advogados do legislativo vão avaliar e talvez seja lido na semana que vem.

O Pasqualino criticou o presidente da casa, vereador Guilherme, falando que devia averiguar o legislativo, ao que Guilherme respondeu para se inteirar mais do que acontece na câmara, pois se ele (Pasqualino) não sabe,já está em andamento licitação para uma empresa de auditoria rever tudo o que passou por lá durante os mandatos anteriores.

Nesta quarta-feira, os vereadores vão conversar com o delegado para saber o andamento sobre os áudios e dependendo do que o delegado falar será aberta uma CEI na câmara municipal. Mas a melhor parte foi o vereador Robertinho dizendo, daquele jeito manso: "Eu já vi vereadores retirar projeto de lei da votação, mas retirar projeto de lei da casa de leis e levar pra casa é a primeira vez". O vereador Guilherme disse que conversou com o promotor do MP de Campinas que investiga as denuncias da Vitale junto ao GAECO, dizendo que, de todas as cidades envolvidas, Várzea Paulista é a que tem a situação da Saúde como uma das piores, enfatizando também que o pedido do empréstimo de 3 milhões é para comprar máquinas, mas que o prefeito anda falando que é para alugar maquina e equipamentos, e que é um empréstimo sem transparência que não iria pra votação de qualquer jeito.

Quanto aos áudios, tem quem diz que foi uma armação para usar os vereadores da base do governo em favor de um deles, o que fala em um dos áudios, para que fosse ajudado na "solução" do "pagamento" dos 145/150 mil reais que, depois do vazamento dos áudios, o governo municipal acabou abandonando o suposto "intermediário" à própria "sorte".

Entretanto, permanece a questão: até quando a orcrim Vitale vai continuar colocando nossa cidade nos noticiários nacional por corrupção?


Obs.: A matéria acima é de inteira responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Blog Várzea Paulista