Saúde de Várzea Paulista: um sistema de gestão corrompido

Quinta-feira, 11/07, na sessão da Câmara Municipal, foi cômico ver o gestor da Gestão Pública desse desgoverno mentindo na cara dos vereadores, e os "nobres" fiscais do povo embasbacados na frente de um inconsequente. Mentiu sem nenhum pudor, nos mesmos moldes da ex-gestora da Saúde, a mãe da petulância, hoje exonerada por corrupção e denunciada por recebimento de propinas da OS Vitale. 

A gestão da Saúde precisa ser remodelada, pois esses que aí estão não merecem nossa credibilidade. Se tornaram uma vergonha regional e estadual, e esse gestor, que zombou da do povo lá na Câmara Municipal, já passou da hora de pegar o caminho da roça. Lamentavelmente, os vereadores são tão despreparados que foram incapazes de fazer perguntas com profundidade e coerência. O gestor os enrolou e tomou todo o tempo falando e demonstrando suas falaciosas inverdades.

Quando nós, os XERIFES DA SAÚDE, fizemos auditoria nas contas da Vitale "in loco", lá na UPA, em julho/18, levantamos os problemas que impediria a continuidade da organização criminosa VITALE na co-gestão da Saúde, com o gestor sendo diretamente informado através de nossos relatórios protocolados no Ministério Público.

Esse gestor irresponsável foi em uma reunião do COMUS e tentou "engambelar" os conselheiros com suas falácias e, este que vos escreve, o confrontei e o coloquei no seu devido lugar. Infelizmente os conselheiros, "aparelhados" e puxa- sacos da ex-gestora, em conluios entre si, não valorizaram nossas denúncias fundamentadas e comprovadas pelo Ministério Público.

Esse gestor e a ex-gestora se articularam para me expulsar do Conselho Municipl da Saúde, ao perceberem que teriam problemas. Levaram vantagem naquele momento, mentindo e enrolando os "leigos" despreparados do Conselho, porém, não conseguiram me calar. Fiscalizei a gestão, auditei os contratos e denunciei as falcatruas, tanto da Vitale, quanto dos demais.

Os vereadores acompanharam tudo e nada fizeram. Foi preciso o Ministério Público tomar a frente e fazer o que eles deveriam ter feito pela população desde o inicio .

O gestor em questão teve o atrevimento de dizer que sabia da decisão da justiça, mas não acatou por não ter sido citado pessoalmente pelo oficial de justiça. É uma gestão e um governo que não merecem mais o respeito dos munícipes.


Obs.: A matéria acima é de inteira responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Blog Várzea Paulista