Também tem corrupção no Parque Chico Mendes de Várzea Paulista?

Não são só as obras no córrego Bertioga que não terminam, parece que o Parque Chico Mendes é outra "obra" do governo municipal aqui de Várzea Paulista que também nunca acaba. Porque será? Se considerarmos os 21 milhões superfaturados na Educação municipal, e certamente devem existir "suspeitas" de que também acontece em outras gestões, uns e outros já entendem que tem um clone do Paulo Preto no governo municipal, certamente usando as "técnicas" do Zé Dirceu que continuou praticando delitos mesmo condenado pelo STF, ou seja: mesmo com denuncias, aparentemente a "suposta" corrupção continua "normal" no governo municipal de Várzea Paulista. Isso sem contar os nunca explicados imbróglios do Cemitério, do Bolsa Família, do escândalo com a delação do ex-diretor da O.S. Vitale contra a gestão de Saúde e Comunicação, e os bens bloqueados do prefeito pela justiça no caso do superfaturamento dos DVDs. Não se deve esquecer que José Dirceu e Paulo Preto foram parar na cadeia... Bom, de nada adiantou o TCE rejeitar as Contas 2013, 2015 e 2016, diante de um "suposto esquema" de corrupção que não se intimida com a Justiça e nem com as consequências. Pior: parece que os vereadores "não podem fazer nada". E porque não podem? Bom, essa é a questão... que só eles, os vereadores, podem responder, eleitos que foram para representar o povo. Povo? A câmara municipal sequer se lembra do povo ao não fiscalizar as "supostas" corrupções do governo municipal. Pelo sim pelo não, para que serve mesmo os vereadores? Oremos...